Loading...

Frases soltas por aí... no mundo!!

Vídeos legais

Loading...

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Como surgiu o dia dos Pais?


Comemorado no Brasil no segundo domingo de agosto. Isso faz com que haja uma variação na mesma, caindo em dias diferentes.
Sobre o surgimento da comemoração, o primeiro registro de homenagem a um pai surgiu na antiga Babilônia, há mais de quatro mil anos, onde um jovem modelou e esculpiu um cartão para seu pai, desejando sorte, saúde e muitos anos de vida.
Nos cristianismo, se comemora o dia de São José, dia 19 de março, patriarca da família de Jesus.

A história mais conhecida sobre a comemoração do dia dos pais é a de William Jackson Smart, um ex-combatente da guerra civil americana (EUA) que perdeu sua esposa quando os seis filhos eram ainda bem pequenos, criando-os sozinho. Sua filha Sonora Smart resolveu homenageá-lo, no ano de 1909, em razão da admiração que sentia, por este ter dedicado sua vida aos filhos e ter conseguido criá-los muito bem. A data escolhida foi a de nascimento de Willian, dezenove de junho.
Aos poucos a data passou a ser difundida por outras famílias onde moravam, no estado de Washington, sendo espalhada por todo país, até que o presidente Richard Nixon tornou-a oficial.

Nos Estados Unidos a data ficou estabelecida para ser comemorada no terceiro domingo de junho, assim como África do Sul, México, Canadá, França, Turquia, Venezuela, entre outros países. Na Austrália e Nova Zelândia a comemoração acontece no primeiro domingo de setembro; na Rússia, no dia vinte e três de fevereiro; na Tailândia, no dia cinco de dezembro; e na Itália, no dia 19 de março, dia de São José.
No Brasil, começou a ser comemorada a partir de 1953. Várias entidades da imprensa se juntaram a fim de promover um concurso onde homenageariam três tipos de pais: o pai com maior número de filhos, o pai mais jovem e o pai mais velho. Os vencedores foram um pai com trinta e um filhos, um pai de 16 anos e um pai com 98 anos.
Ao se tornar pai, o homem passa a ter responsabilidades com seus filhos, devendo sustentá-los de forma digna, dar-lhes atenção, amor, carinho e proteção.
Segundo a Constituição Federal do Brasil, de 1988, o pai tem direito a cinco dias de licença após o nascimento de seus filhos, onde terá tempo para auxiliar a mãe do recém-nascido e fazer o registro do mesmo, em cartório.
O sucesso da comemoração dessa data é muito grande, movimentando bastante o comércio, pois os filhos oferecem presentes aos seus progenitores. Neste dia, os pais recebem atenção e carinho, tornando a data um dia diferente e muito especial para todos.
Texto adaptado da versão da Pedagoga Jussara de Barros

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Quatro lendas urbanas japonesas assustadoras.

O folclore japonês com grande influência do Budismo e do Xintoísmo nem sempre envolve personagens e situações engraçadas ou bizarras. Ele também é  recheado de algumas lendas urbanas assustadoras,  . Aqui você vai saber um pouco mais sobre essas histórias assustadoras. 

1. A menina do buraco 
Em muitos lugares no japão há pequenos túneis e rachaduras que se comunicam de uma sala para outra, bem, diz a lenda que, entre essas rachaduras habita um espírito maligno que assume a forma de uma menina doce.
Se ela aparece para você,vai te olhar nos olhos e pedir para brincar, você então estará perdido, e você vai vagar junto com ela entre esses tuneis eternamente em oura dimensão.
2. O túnel Kiyotaki.
Este túnel foi construído em 1927, aparentemente, vários espíritos de operários assombrariam este lugar. O motivo? Muitos deles morreram durante a construção do túnel devido as condições de trabalho que eram desumanas.
Kiyotaki
3. A mulher de boca rasgada
Kuchisake Onna é o nome desta mulher de aparencia fantasmagórica que rondas as madrugadas pelas ruas do Japão. Diz a lenda que esta mulher está o tempo todo usando uma máscara, se você encontrá-la ela então pergunta:
“Sou bonita?”
Kuchisake-onna-by-Limoli
Se sua resposta for negativa ela vai puxar uma enorme tesoura do bolso e você perderá sua cabeça, no entanto, se você diz que ela é bonita Kuchisake Onna irá tirar a máscara e mostrar a sua boca rasgada de orelha a orelha, para a qual ela vai perguntar mais uma vez:
“E agora, eu estou parecendo bonita?”
Se você diz que não, logo sera cortado pela metade, mas também a coisa não muda muito de figura se você responder que sim, já que segundo a lenda ela irá cortar a sua boca de orelha a orelha como a dela.
4. O poema maldito
“Inferno de Tomino” é o nome deste poema japonês, segundo a lenda quem se atreve a lê-lo em voz alta tem morte certa.
hqdefault (1)
Não se sabe ao certo como, ou quando esta lenda começou, mas aparentemente ela se tornou relevante quando um web site japonês começou a postar vídeos de seus usuários efetivamente lendo este poema em voz alta, alguns relataram que não lhes aconteceu nada, mas muitos outros não retornaram para partilhar as suas experiências, o que torna a coisa certamente mais assustadora.
Supostamente para a lenda ganhe vida deve ser lida em sua língua original (japonês), já que não há tradução completa para outros idiomas, além disso, você também precisa lê-lo em voz alta.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Já tentou entender o que dizem algumas expressões?


Há expressões muito conhecidas na língua portuguesa e continuam sendo transmitidas de geração para geração. 

O que muitas pessoas não sabem, é que algumas delas perderam seus formatos originais, e foram substituídas por outras. 

Isso ocorre porque as pessoas acrescentam, retiram ou "transformam" parte das mensagens que ouvem. Com o passar do tempo, novas formas se estabelecem, modificando o sentido da mensagem original. 

Veja algumas expressões e surpreenda-se! Certamente você já deve ter ouvido (ou mesmo emitido) alguma delas.


Expressão conhecida: Batatinha quando nasce, esparrama pelo chão.
Expressão original: Batatinha quando nasce, espalha rama pelo chão. (Fazendo referência às raízes da batata.)


Expressão conhecida: Quem não tem cão, caça com gato.
Expressão original: Quem não tem cão, caça como gato. (Fazendo referência ao ato de caçar sem companhia, como faz o gato.)


Expressão conhecida: Cor de burro quando foge.
Expressão original: Corro de burro quando foge. (Fazendo referência ao animal, que ao fugir, pode representar perigo.)


Expressão conhecida: Esse menino não para quieto, parece que tem bicho-carpinteiro!
Expressão original: Esse menino não para quieto, parece que tem bicho no corpo inteiro.(Fazendo referência ao ato de mexer-se demais.) 


Expressão conhecida: Elefante branco
Expressão original: É uma expressão utilizada para classificar algo valioso ou que custou muito dinheiro, mas que não possui utilidade ou importância prática.
Popularmente, a expressão elefante branco é também usada para simbolizar os presentes grandes, volumosos e estranhos que não possuem qualquer tipo de serventia para o indivíduo, mas que não podem ser dispensadas.
No âmbito político e empresarial, elefante branco é o nome dado à obra ou projeto que é criado ou construído e que não possui quase nenhuma utilidade para a sociedade. Normalmente, estes investimentos são bastante caros e inúteis.
Nos grandes centros urbanos brasileiros, por exemplo, existem diversos "elefantes brancos", como os estádios de futebol construídos para a Copa do Mundo de 2014, viadutos e estradas que não auxiliam no fluxo de trânsito, hospitais e outros prédios públicos que foram construídos e abandonados pelo governo.

Expressão conhecida: Carta branca 
Expressão original: É uma expressão que significa a liberdade total para tomar decisões referente a uma determinada situação. Significa também, em um sentido metafórico, a carta branca é um acordo oral entre duas pessoas, normalmente como 
sinal de que há confiança entre as partes envolvidas. 
O ato de "dar carta branca" ou "ter carta branca" significa a livre e absoluta permissão para agir em determinada ocasião ou fazer algo da maneira como for mais conveniente para a pessoa que recebe esse poder. Em outras palavras, trata-se da liberdade plena de tomar decisões
Exemplo"O capitão deu carta branca para capturar o bandido" ou "O proprietário deu carta branca para o arquiteto projetar a sala de estar". 
Em inglês, a expressão "dar carta branca" pode ser traduzida como "to give a free hand" ou "to give carte blanche". 

Expressão conhecida: Teúda e Manteúda
Expressão original: É uma expressão existente na língua portuguesa arcaica e que significa o equivalente à "tida e mantida", no idioma contemporâneo. Estes termos são utilizados ainda hoje em um contexto jurídico, para definir pessoas que são sustentadas financeiramente por um indivíduo, na forma de "amantes".
Etimologicamente, teúda e manteúda teria origem na língua portuguesa a partir da expressão espanhola "mantenudo", que quer dizer "mantido". 
Na linguagem popular, manteúda é uma mulher que é mantida financeiramente por um homem casado, sendo tratada como se fosse a segunda esposa. Já a palavra teúda, diferentemente de manteúda, define a mulher apenas como a amante, sem qualquer tipo de suporte financeiro do companheiro. 
Ambas as palavras e seus significados, sejam eles em conjunto ou separados, possuem uma forte relação com o ato de infidelidade, traição e imoralidade - visto que, de acordo com o Código Civil nacional, o casamento deve ser baseado na obrigação de "guardar mutuamente fidelidade conjugal". 
A expressão pode possuir um sentido pejorativo, sendo conotada como sinônimo de prostituição ou a ação de uma prostituta. No entanto, este tipo de interpretação de teúda e manteúda tem um caráter mais popular e social do que histórico, pois a figura da amante sempre foi associada pela sociedade como sendo uma prostituta. 

Expressão conhecida: Dondoca
Expressão original: É uma expressão informal tipicamente brasileira usada para definir uma mulher que tem preferências fúteis ou que aparenta ser rica e mimada.
Outro significado para dondoca estaria ligado à vaidade feminina, para indicar uma mulher que gosta de se maquiar em excesso ou vestir roupas extravagantes.
As "mulheres dondocas" são normalmente associadas às pessoas arrogantes e que não se preocupam com assuntos importantes, mas sim apenas para futilidades. Normalmente, usa-se esta expressão para chamar alguém de ociosa ou preguiçosa, que tem boa vida.
Mas não basta apenas ter esse tipo de comportamento, geralmente são classificadas como dondocas as mulheres fúteis ou excessivamente vaidosas que têm mais idade, senhoras ou as chamadas "madames".
Dependendo do contexto, a palavra dondoca pode ser empregada de maneira pejorativa ou ofensiva.
Expressão conhecida: Bocó
Expressão original: É uma expressão brasileira informal, usada como sinônimo dos adjetivos bobo, tolo, idiota ou ignorante.
A palavra bocó não possui uma conotação tão negativa quanto "estúpido", "burro" ou "idiota", sendo mais associada com uma ignorância relativa à inocência ou pureza.
A origem da palavra bocó, de acordo com algumas definições, surgiu a partir da expressão francesa boucaut, que significa um saco feito com pele de bode para o transporte e armazenamento de líquidos.
No Brasil, a palavra acabou por se transformar em "bocó", e era inicialmente utilizada para designar um saco feito com couro de tatu. Como o "bocó" (referindo-se ao saco) não tinha tampa, as pessoas começaram a associar o objeto aos "bocas abertas", pessoas que ficavam com uma expressão de desentendimento, consideradas "lentas mentalmente", palermas ou mesmo ignorantes.
Em algumas regiões do país, a expressão "bocó de mola" é utilizada para dizer que determinada pessoa é mesmo muito burra ou idiota. O acréscimo do "mola" ao termo "bocó" funciona como se fosse um "agravamento" da expressão, tornando-a mais insultuosa.

Expressão conhecida: Mimimi
Expressão original: É uma expressão usada na comunicação informal usada para descrever ou imitar uma pessoa que reclama.
O mimimi tem uma conotação pejorativa, sendo muitas vezes é utilizado para satirizar alguém que passa a vida reclamando. Ex: Pare de mimimi e vá arrumar o seu quarto!
Esta expressão funciona como uma onomatopeia, uma reprodução de sons que imitam um choro, ladainha ou lamúria.
Uma expressão equivalente ao mimimi pode ser pipipi popopó, expressões muito comuns em conteúdos humorísticos.
A expressão mimimi atingiu uma grande popularidade, de tal forma que até foram criadas músicas com a expressão mimimi.
Esta expressão deu origem a algumas outras, como por exemplo: "Keep calm and stop mimimi", que significa "Fique calmo e pare com o mimimi". Esta expressão indica que a pessoa deve manter a calma e resolver os seus problemas, porque reclamar não ajuda em nada.

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Mensagens de Natal.



  • A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida.

  • Melhor do que todos os presentes por baixo da árvore de natal é a presença de uma família feliz.

  • Sugestões de presentes para o Natal: Para seu inimigo, perdão. Para um oponente, tolerância. Para um amigo, seu coração. Para um cliente, serviço. Para tudo, caridade. Para toda criança, um exemplo bom. Para você, respeito.



  • Paz e a generosidade e ter graça é compreender o verdadeiro significado de Natal.

  • O Natal..... não é um acontecimento, senão uma parte de seu lar que um leva sempre em seu coração.

  • Fora da língua natal ninguém respira amplamente - tudo o que existe vive da existência do verbo.



  • Que os sinos natalícios anunciem as boas novas e te tragam um natal abençoado. Boas Festas!

  • Desejo a você e a sua família um Natal de Luz! Abençoado e repleto de alegrias. Boas Festas!

  • Perguntaram-me para que um ateu comemora o Natal. Ora, pelo mesmo motivo dos cristãos. Para comer, beber e ficar batendo papo depois da meia noite.


  • Quando se vê, já são seis horas! Quando de vê, já é sexta-feira! Quando se vê, já é natal...

  • Faça você mesmo o Natal acontecer, empregando as maiores ferramentas do ser humano em desuso – AMOR E PAZ.

  • Passa o ano inteiro lhe dando rabanadas... E no natal ainda tem coragem de te desejar boas festas.


  • A Felicidade de ter presença da Família unida e feliz, não só no natal, supera qualquer presente que possa estar debaixo da árvore.

  • FELIZ NATAL às vezes parece um pouco vago, mas se este desejo significar mais humanidade, paz de espírito, solidariedade e a busca por relações mais puras e respeitosas... Desejo a todos!

  • Que a alegria do Natal invada sua casa e faça morada por todos os dias de 2014. Feliz Natal e Feliz Ano Novo.


quinta-feira, 31 de julho de 2014

As diversas Marias... vai-com-as-outras, gasolina...

Algumas expressões populares que utilizamos frequentemente parecem não ter sentido lógico. Na verdade, poucas vezes paramos para pensar o porquê falamos assim. Qual a história por trás de: “Casa da mãe Joana”, “Maria-vai-com-as-outras” e “Inês é morta”? Quem foram estas mulheres? Conheça um pouco mais sobre Joana, Maria e Inês – as protagonistas de três expressões populares da língua portuguesa:


Maria-vai-com-as-outras

Trata-se de uma pessoa Maria-vai-com-as-outras é uma pessoa facilmente influenciável e sempre se deixa levar pela opinião de outras pessoas ou que faz tudo que os outros fazem ou faz aquilo que a mandam fazer. 

Sem personalidade, caráter ou opinião própria que sempre concorda em tudo que lhe falam, mesmo não sendo a favor, se deixa levar pela opinião geral, sem se manifestar e sem se opor.


Dizer que uma pessoa é Maria-vai-com-as-outras significa dizer que ela é facilmente influenciável e se deixa levar pela opinião de outras pessoas. A Maria da expressão é Dona Maria I, rainha de Portugal no final do século XVIII. Ela é conhecida tanto como “A Piedosa” – por sua devoção religiosa – como por “A Louca” – por ter sofrido uma doença mental após a morte de um dos seus filhos. Por causa de sua condição mental, D. Maria vivia reclusa e só saia acompanhada de damas – as outras da expressão.


Casa da mãe Joana
A casa da mãe Joana é o lugar onde tudo vale, onde não há ordem e a bagunça predomina. Quem tem português como língua materna provavelmente já levou bronca da mãe com a frase: “Você pensa que aqui é a casa da mãe Joana?” Sinal de que já era a hora de correr e arrumar a bagunça do seu quarto. A casa da Joana ficava em Avignon, na França. Reza a lenda que Joana era uma moça bonita e inteligente. Rainha de Nápoles no século XIV, ela fugiu para a França depois da morte do seu marido. Joana era poderosa em Avignon e apoiou a regulamentação de bordéis na cidade. Os bordéis então ficaram conhecidos como “Casa-da-mãe-Joana”. Hoje a expressão não é utilizada para designar bordéis, mas para bagunça e desordem.

Inês é morta
A expressão “Inês é morta” foi popularizada na obra “Os Lusíadas”, de Camões. Quer dizer que não há mais solução para uma determinada situação, ou seja: já era! Inês de Castro era uma linda moça da corte portuguesa que foi amante de D. Pedro, rei de Portugal, com quem conviveu e teve filhos. O romance não era aceito pelo então rei de Portugal Afonso IV. Com o apoio do Conselho Real, ele ordenou Inês à morte por decapitação, aproveitando a ausência de Pedro que fora numa excursão de caça.
Quando se tornou rei de Portugal, Dom Pedro concedeu o título de rainha a Inês. Dizem que ela foi coroada em cerimônia formal, mesmo estando seu corpo já em composição. Como Inês já estava morta, o titulo não lhe valia para nada, daí a expressão “Inês é morta”. Os túmulos de Inês de Castro e D. Pedro estão dispostos de frente um para o outro, pé com pé, para que “possam olhar-se nos olhos quando despertarem no dia do juízo final.”

Maria Gastadeira

Que gasta muito. Gasta mais do que possui. Esbanjadora. Irresponsável. Gastadora compulsiva. Oneomania (viciada em consumo).



Maria-gasolina

Aquela que só sai com quem tem carro, a famosa gasosa. Moças e / ou mulheres que só namoram ou saem com rapazes motorizados(que possuam carro). É uma mulher e/ou moça que não possui carro; ou que não tem condições de manter um, porém adora passear e estar dentro de um carro, seja com um homem ou uma outra mulher. 



Maria chuteira

Mulher que gosta somente de jogador de futebol. 



Maria Batalhão

São mulheres que têm forte atração por homens que vestem farda.



Maria Bilheteira

É aquela que se relaciona com alguem que trabalhe na casa de shows só para entrar de graça.



Maria do bairro

Dramática por profissão. Pessoa que aumenta as dores de forma que deseja aparentar ser a pessoa que sofre mais. Muito utilizado na fase de adolescência rebelde.
Como a protagonista da novela, com o mesmo nome, que sempre encontra obstáculos em sua vida.



Maria louca

Gíria usada no garimpo de serra pelada, era uma mistura de biotônico fontoura com álcool.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget

Palavras mais buscadas...

aconchego (1) acreditar (3) adeus (1) Alexandre (3) alimentação viva (4) alimento (5) alma (7) alunos (2) amadurecer (3) amar (10) amazônia (12) amigo (14) amigos (8) amizade (7) amor (58) amoral (4) andar (2) ano (2) Apego (10) aprender (4) aproveite (1) Arapoty (1) aristóteles (4) as sete leis (2) ascendente (2) astrologia (25) atitude (6) auto-estima (3) ayurveda (5) ação (3) batalha (3) beijo (4) beleza (6) bem (6) boca (7) Brasil (17) brasileiros (14) brincar (5) buda (5) busca (2) calma (2) caminhada (2) caminho (6) camisola (1) cancer (5) capricórnio (5) característica (3) carentes (2) carinho (6) casa (5) casal (3) casamento (6) causo (5) certo (2) chakras (3) china (3) chorar (5) ciclo (2) cigarro (2) cinema (2) coisas impossíveis (2) comer (5) competição (4) conforto (2) confúcio (2) conhecimento (5) consciência (9) conto popular (6) controvérsia (3) cor (12) Cora Coralina (2) coragem (3) coração (12) corpo (18) crenças (5) culpa (6) cura (4) câncer (4) cérebro (9) Dalai Lama (2) decorar (12) depressão (8) desabafo (3) desamor (2) desapego (16) destino (12) Deus (15) dia (7) dicas (6) dificuldade (3) dignidade (3) dinheiro (9) ditado (9) ditados populares (5) dito (5) doação (3) doença (11) dor (7) dosha (4) ego (4) emocional (4) emoção (4) emoções (3) energia (10) equilíbrio (3) erro (4) esperança (2) espiritual (5) estilo (2) estória (10) evolução (7) falar (5) família (11) fazer (3) felicidade (27) feliz (17) festa (4) filho (4) filme (2) filosofia (6) filósofo (3) flor (12) floral (12) flores (14) fofoca (5) frase (30) frases (19) Gandhi (2) gay (3) harmonia (4) hatha yoga (2) heroína (2) história (11) homem (15) honestidade (2) humanidade (5) humano (19) humilde (2) humor (6) hábito (5) idade (6) ignorância (6) imagem (2) incapaz (2) inteligência (6) japão (2) jovem (4) Kaká Werá (3) laranja (3) legais (2) legumes (2) lenda (23) lendas (16) leão (6) liberdade (6) limites (2) livre (3) lorota (5) louco (7) loucura (8) luz (3) lábios (2) língua (3) Mahatma Gandhi (3) mal (5) mantra (2) matuto (2) medicina (5) meditar (4) Meditação (9) medo (11) mensagem (9) mente (5) mentira (33) mentiras (3) moksha (3) momentos (4) Monge (2) monja coen (2) moral (4) morrer (9) morte (9) motivação (3) mulher (15) mulheres (5) mundo (7) mágoa (4) mágoas (5) mãe (3) mãos (2) médico (3) música (6) namoro (3) natal (3) natural (2) natureza (15) nova (2) nutrientes (2) o bem amado (2) obsessiva (3) Odorico (4) orgulho (4) oriental (2) otimista (2) paciência (4) pais (4) paixão (5) palavra (14) palavras (8) Paraguaçu (4) Paris (2) paz (9) pecado (3) pecados capitais (2) peixes (6) pensamento (8) perdoar (3) pererê (2) pergunta (3) persistência (3) personalidade (6) Pessoa (4) piadas (2) pior (3) planeta (14) platão (4) poder (3) política (3) político (6) popular (10) populares (4) português (3) positivo (4) prazer (5) prem (2) prem baba (3) preocupação (3) presente (4) problemas (4) professor (5) profissional (3) promessa (2) prosperidade (2) provérbio (23) psicólogo (3) pés (2) qualidade (2) raiva (3) realidade (22) refletir (2) refrigerante (3) regente (12) rei (2) relacionamento (6) relacionamentos (5) relação (4) religião (4) respeito (4) responsabilidade (7) resposta (5) rico (3) rir (7) riso (5) rosto (2) sabedoria (14) saber (5) saci (3) sagrado (2) sangue (2) Santidade (2) saudade (3) saudável (3) saúde (15) segredo (3) sensatez (2) sensível (2) sentimento (14) sexo (18) sexual (3) Sigmund Freud (2) significados (2) signo (26) signos (26) silêncio (4) sinceridade (3) sincero (2) sindrôme (2) social (3) sociedade (5) sofrer (3) sofrimento (3) solidariedade (3) solidão (5) sonhar (4) sorrir (4) sorriso (4) sorvete (2) stress (4) sucesso (4) Sucupira (4) suicídio (3) síndrome (2) sócrates (3) tempo (12) terapia (3) terra (2) Tibete (2) TPM (4) trabalho (8) transformação (3) travesso (2) triste (3) tristeza (11) tumores (2) universo (3) velho (4) velhos (3) veneno (2) verdade (43) vida (42) vinyasa yoga (2) virgem (5) virtude (3) vitamina (2) vitória (3) viver (17) vivência (2) voluntário (2) vício (2) vícios (3) Zen (4) água (8) ética (3) ético (4) útil (2)
Ocorreu um erro neste gadget