Frases soltas por aí... no mundo!!

Mostrando postagens com marcador casamento. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador casamento. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 13 de agosto de 2013

PORQUE USAMOS ALIANÇA NO QUARTO DEDO?


Uma lenda chinesa conseguiu explicar de uma maneira bonita e muito convincente:

Os polegares representam os pais. Os indicadores representam teus irmãos e amigos. O dedo médio representa a você mesmo. O dedo anelar (quarto dedo) representa o seu cônjuge. O dedo mindinho representa seus filhos. Agora junte suas mãos palma com palma, depois, une os dedos médios de forma que fiquem apontando a você mesmo, como na imagem….

Agora tenta separar de forma paralela seus polegares (representam seus pais) você vai notar que eles se separam porque seus pais não estão destinados a viver com você até o dia da sua morte, una os dedos novamente.
Agora tenta separar igualmente os dedos indicadores (representam seus irmãos e amigos), você vai notar que também se separam porque eles se vão, e tem destinos diferentes como se casar e ter filhos.


Tente agora separar da mesma forma os dedos mindinhos (representam seus filhos) estes também se abrem porque seus filhos crescem e quando já não precisam mais de nós se vão, una os dedos novamente.

Finalmente, tente separar seus dedos anelares (o quarto dedo que representa seu cônjuge) e você vai se surpreender ao ver que simplesmente não consegue separá-los. Isto se deve ao fato de que um casal está destinado a estar unido até o último dia da sua vida, e é por isso que o anel se usa neste dedo.


quinta-feira, 10 de maio de 2012

Amizade colorida: Será que dá certo?




A amizade colorida parece nunca sair de moda. Muitos jovens e adultos recorrem a esse tipo de envolvimento porque acreditam que a praticidade e a cumplicidade entre os amigos favorecem a aproximação e a relação. “O amigo é a pessoa com quem você pode se abrir, desabafar, expor seus sentimentos com sinceridade. Às vezes, durante essas conversas calorosas, surge um clima mais ‘quente’, e o casal acaba ‘ficando’. Isso pode se repetir quando um dos dois se sente sozinho e carente, e não impede outros relacionamentos”, afirma Mara Pusch, psicoterapeuta e sexóloga da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).
E ao contrário do que muita gente imagina, esse tipo de relação acontece tanto com os adolescentes quanto com os adultos. “Na juventude, os jovens costumam confundir os sentimentos: como admiram o amigo e estão com os hormônios à flor da pele, acabam ‘ficando’. Porém, na vida adulta, muitos já sofreram em outros envolvimentos amorosos e temem repetir a experiência. Por isso, evitam um vínculo sério, para que não fiquem vulneráveis aos sentimentos que possam magoá-los novamente”, conta Mara.

Há alguns meses, o estudante de Direito Fábio Mathias, de 19 anos, estava solteiro e acabou se envolvendo com uma de suas melhores amigas. “Saímos para jantar, bate-papo daqui, desabafa dali e, quando vimos, já tinha pintado aquele clima”, diz Fábio. Segundo o estudante, eles ficaram juntos algumas vezes, mas agora acabou. Atualmente, ele namora outra garota, e da amizade colorida restou apenas a amizade. “Ela não tem ciúmes, sabia que não era pra valer”, ressalta.


Vai dar namoro?  
Costuma-se dizer que a amizade colorida é um passo em direção ao namoro. Há alguns meses, Maria Cristina Vianna, estudante de Jornalismo de 20 anos, começou a ficar com um colega da faculdade. O relacionamento tem sido ótimo, e ela acredita que tem tudo para se tornar mais sério. “Acho que os amigos se conhecem muito bem, têm afinidades e interesses em comum, o que torna a relação bem promissora”, explica. Eles não se consideram namorados, mas também não estão livres e desimpedidos. “Não saio com minhas amigas para baladas com a consciência tranquila, do tipo ‘sou solteira e não devo nenhuma satisfação’”, afirma.

Já a pedagoga Roberta Albuquerque, de 32 anos, tem um amigo colorido há seis meses e não acredita que isso possa se transformar em namoro. “Quem se envolve dessa forma está justamente evitando o compromisso. Quer ter uma ótima companhia, mas livre de cobranças e apegos. Ou seja, queremos as vantagens sem abrir mão da liberdade”, diz.


O  risco  
Amigos, amigos, amores à parte. Será que essa regra é seguida à risca por aqueles que vivem uma amizade colorida? Nem sempre... Enquanto uma pessoa está decidida a curtir, sem pensar em um envolvimento mais sério, a outra pode criar expectativas e se apaixonar. “Quando alguém se apaixona, mas o outro não está nem aí, é natural que se sinta frustrado e magoado. E o pior: a amizade pode desmoronar. Por isso, é bom pensar antes se vale correr esse risco”, conclui a psicoterapeuta.

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Fatores que influenciam nossa felicidade



Ao longo dos últimos 70 anos, sensivelmente, os cientistas têm vindo a analisar pessoas felizes e pessoas infelizes, e estão, enfim, a sistematizar os factores que fazem a diferença.

Segue-se uma lista dos dez factores principais. A propósito, os peritos pensam que os genes (o 4.º factor) contam para cerca de 50% da nossa disposição, sendo os restantes 50% da responsabilidade dos outros nove.


1. Dinheiro
O dinheiro pode comprar uma certa dose de felicidade. Mas desde que haja dinheiro para se comer, vestir e para habitação, o dinheiro extra faz cada vez menos diferença.

Sempre que se debruçam sobre o assunto, os cientistas descobrem que, em geral, quanto mais ricas, mais felizes as pessoas são. No entanto, o dinheiro apenas parece fomentar a felicidade quando se tem mais do que os amigos, os vizinhos e os colegas.


2. Desejo
De quanto precisará uma pessoa para se sentir bem? Descobriu-se que as pessoas cujas aspirações estavam mais longe do que aquilo que já possuíam tinham tendência para ser menos felizes, do que aqueles que se diziam mais perto.


3. Inteligência
Poucos inquéritos foram dedicados a descobrir se as pessoas inteligentes são mais felizes, mas os que existem indicam que a inteligência não é relevante. Talvez a «inteligência social» possa ser a verdadeira chave para a felicidade.


4. Genética
Poderá nascer-se já feliz ou infeliz? David Lykken, geneticista do comportamento e professor emérito de Psicologia da Universidade do Minnesota, Minneapolis, descobriu que a carga genética contava 44 a 55% para a diferença de níveis de felicidade. Os rendimentos, o estado civil, a religião ou a educação não contavam mais que 3%.

No entanto, mesmo alguém com um baixo «ponto predeterminado» de felicidade pode melhorar a sua visão das coisas. Está provado que pôr as pessoas de bom humor as torna mais sociáveis. Michael Cunningham, da Universidade de Louisville, no Kentucky, demonstrou que um indivíduo fica mais falador e aberto depois de ver um filme alegre que depois de ver um filme triste.


5. Beleza
Primeiro, as más notícias: as pessoas bonitas são, de facto, mais felizes. A explicação talvez seja a de que a vida é mais risonha para as pessoas bonitas. Ou será mais subtil do que isso: os rostos mais atraentes são muito simétricos, e está provado que a simetria reflete bons genes e um sistema imunitário saudável. Assim, talvez as pessoas mais bonitas sejam mais felizes porque são mais saudáveis.

Mesmo quem não é de uma grande beleza pode contabilizar carga emocional positiva, desde que se esteja contente com o seu próprio aspecto. Infelizmente, vários estudos demonstram que as mulheres tendem a achar-se muito gordas, e os homens, pouco atléticos.


6. Amizade
É difícil imaginar uma existência mais penosa do que a vida nas ruas de Calcutá ou num dos seus bairros de lata, ou então ganhar a vida lá como prostituta. No entanto, apesar da pobreza e sordidez que enfrentam, pessoas que levam estas vidas são muito mais felizes do poderia pensar-se.

Diener entrevistou 83 indivíduos destes três grupos e mediu a sua satisfação de vida usando uma escala na qual um 2 é considerado neutro. A média global foi de 1,93, um resultado não muito bom mas honroso, se comparado com um grupo de controle de estudantes da classe média da cidade que registou 2,43. E os habitantes das barracas, o mais feliz dos três grupos carenciados, registaram 2,23, o que não difere significativamente do registo alcançado pelos estudantes.

«Pensamos que as relações sociais são em parte responsáveis por isto», diz Diener. E acentua que os três grupos de excluídos sociais obtiveram níveis satisfatórios em áreas específicas como família (2,5) e amigos (2,4). Os habitantes dos bairros de lata deram respostas mais positivas porque têm mais probabilidades de capitalizar o apoio social inerente à importância das famílias numerosas na cultura indiana.


7. Casamento
Numa análise de relatórios de 42 países, investigadores norte-americanos descobriram que os casados são realmente mais felizes que os solteiros. O efeito é reduzido, mas ainda assim pede a pergunta: o casamento torna as pessoas mais felizes, ou terão as pessoas felizes simplesmente mais propensão para se casar?

Ambas as respostas podem ser verdadeiras. Num estudo que acompanhou mais de 30 000 alemães ao longo de 15 anos, Diener e os seus colegas descobriram que homens e mulheres felizes têm mais tendência para se casar e permanecer casados. Mas qualquer um pode melhorar a sua disposição casando-se.

A assinatura do papel parece também ter algo de especial: está provado que a simples coabitação não traz tantos benefícios. "Desconfio de que o que falta à união de facto é a segurança de uma aliança de ouro formal, e é por isso que o casal não consegue ser tão feliz", diz Oswald. "Todos os dados conhecidos dizem-nos que a insegurança nunca é boa para os seres humanos."


8. Fé
A grande maioria das dezenas de estudos que se debruçaram sobre a religião e a felicidade descobriu uma relação positiva entre ambas. Acreditar numa vida para além da morte pode dar aos seres humanos um significado e um propósito e reduzir o sentimento de estar só no Mundo, sobretudo à medida que as pessoas envelhecem, diz Harold G. Koenig, do Centro Médico da Duke University, em Durham, na Carolina do Norte. «O efeito revela-se claramente em alturas de tensão. A crença religiosa pode ser uma forma muito poderosa de enfrentar a adversidade.»

A religião também traz interação e apoio. Mas Koenig crê que não se trata apenas de receber. «Os estudos têm provado que quem dá apoio aos outros se sente melhor consigo próprio. E até vive mais tempo.» Segundo os investigadores, isto transforma o envolvimento religioso numa fonte de maior satisfação do que outras actividades sociais inclusivas, como, por exemplo, os grupos de leitura.


9. Solidariedade
Diversos estudos descobriram uma relação entre a felicidade e o comportamento altruísta. Mas tal como em relação a muitos traços comportamentais, não é claro se o que nos torna felizes é praticar o bem, ou se as pessoas felizes têm mais propensão para serem altruístas.


10. Idade
A velhice pode não ser assim tão má. Alguns cientistas sugerem que as pessoas mais velhas são mais felizes porque podem esperar que a vida seja mais difícil e lidar bem com essa ideia, ou então que são mais realistas nos seus objectivos, estabelecendo apenas aqueles que sabem poder alcançar. Mas Carstensen pensa que, com o tempo a esgotar-se, os mais idosos aprenderam a concentrar-se em coisas que os fazem felizes, desligando-se das que os não fazem.

"As pessoas apercebem-se do que têm, mas também de que isso não pode durar para sempre", diz ela. "Um beijo de despedida à mulher aos 85 anos, por exemplo, pode despertar respostas emocionais muito mais complexas do que um beijo semelhante aos 20 anos."




Post originalmente publicado no http://manualdafelicidade.blogspot.com e o mesmo foi Adaptado de: http://www.seleccoes.pt/dez_chaves_para_a_verdadeira_felicidade e sem autor discriminado.

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

O permanente e o provisório.


O casamento é permanente, o namoro é provisório.
O amor é permanente, a paixão é provisória.
Uma profissão é permanente, um emprego é provisório.
Um endereço é permanente, uma estada é provisória.
A arte é permanente, a tendência é provisória.
De acordo? Nem eu.

Um casamento que dura 20 anos é provisório. Não somos repetições de nós mesmos, a cada instante somos surpreendidos por novos pensamentos que nos chegam através da leitura, do cinema, da meditação. O que eu fui ontem, anteontem, já é memória. Escada vencida degrau por degrau, mas o que eu sou neste momento é o que conta, minhas decisões valem pra agora, hoje é o meu dia, nenhum outro.





Amor permanente... como a gente se agarra nesta ilusão. Pois se nem o amor pela gente mesmo resiste tanto tempo sem umas reavaliações. Por isso nos transformamos, temos sede de aprender, de nos melhorar, de deixar pra trás nossos imensuráveis erros, nossos achaques, nossos preconceitos, tudo o que fizemos achando que era certo e hoje condenamos. O amor se infiltra dentro da nós, mas seguem todos em movimento: você, o amor da sua vida e o que vocês sentem. Tudo pulsando independentemente, e passíveis de se desgarrar um do outro.




Um endereço não é pra sempre, uma profissão pode ser jogada pela janela, a amizade é fortíssima até encontrar uma desilusão ainda mais forte, a arte passa por ciclos, e se tudo isso é soberano e tem valor supremo, é porque hoje acreditamos nisso, hoje somos superiores ao passado e ao futuro, agora é que nossa crença se estabiliza, a necessidade se manifesta, a vontade se impõe – até que o tempo vire.

Faço menos planos e cultivo menos recordações. Não guardo muitos papéis, nem adianto muito o serviço. Movimento-me num espaço cujo tamanho me serve, alcanço seus limites com as mãos, é nele que me instalo e vivo com a integridade possível.


Canso menos, me divirto mais, e não perco a fé por constatar o óbvio: tudo é provisório, inclusive nós.




terça-feira, 21 de julho de 2009

A mulher e a onça-rei




A mulher que casou com Iauaretê 

Autor: Kaka Werá Jecupé

A Cia. Duberrô interpreta essa história do livro “As Fabulosas Fábulas de Iauaretê” do escritor indígena Kaka Werá Jecupé. Esse trabalho tem como objetivo divulgar valores presentes na cultura indígena brasileira interpretando contos que revelam a cosmo visão e o imaginário dos povos mais antigos do Brasil. O grupo sugere que essa intervenção lúdica seja realizada complementando palestra do autor e lançamento de seu livro editado em 2007 pela Editora Peirópolis. O autor é conferencista, tendo divulgado a cultura indígena em todo mundo e fundou o Instituto Arapoty (saiba mais sobre o currículo do autor e a atuação do instituto no blog www.kakawera.blogspot.com)
Resumo da História:
“Pois bem, havia uma aldeia que toda lua cheia fazia uma grande festa para a onça. Era uma festa com muita dança, muitos frutos e muito peixe! Todos cantavam até quase amanhecer Era uma festa tão boa que o Onça Rei ficava de butuca, bem longe, olhando e admirando, toda vez que a lua aparecia com seu esplendor dourado na noite. Um dia ele quis participar da festa e pediu á Tupã que o transformasse em um guerreiro da tribo. Tupã consentiu mas com uma condição: que ele seria gente somente até o sol raiar, e que uma vez transformado, não poderia se destransformar ...”
Este conto narra o momento em que Iauretê, a onça Rei, se apaixona por Kamakuã uma índia muito linda durante a noite de lua cheia, após um longo período de namoro somente até o dia raiar, Kamakuã prende seu namorado no mastro da oca e no momento em que ele vai se retirar para voltar a ser onça junto com os primeiros raios de sol, ele não consegue fugir e transforma-se em onça em frente a sua amada. Kamakuã então resolve virar onça, com a ajuda do pajé, para que eles possam se casar, a história se desenrola a partir daí.
Nas belas palavras do escritor Kaká Werá o conto nos apresenta de forma lúdica e envolvente ensinamentos profundos a respeito do relacionamento humano, da importância de aceitar e valorizar a própria identidade e auto-estima.
As fabulosas fábulas de Iauaretê
il. Sawara - Peirópolis, 2007 88 pp

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Provérbios - tomo 1


Casar-se uma vez é um dever, duas vezes é uma tolice e três vezes uma loucura.
( Frases e Pensamentos de Provérbio holandês) Mensagem sobre Casamento

O amor é um jacaré no rio do desejo.
( Frases e Pensamentos de Provérbio indiano) Mensagem sobre Provérbios

Um solteiro pode ser tão idiota quanto um homem casado, mas ele ouve isso menos vezes.
( Frases e Pensamentos de Provérbio francês) Mensagem sobre Provérbios

"Beber a grandes tragos extingue a sede; beber em pequenos goles prolonga o prazer da bebida. Assim é também com relação ao prazer do amor. E com tudo o mais na vida."
( Frases e Pensamentos de Provérbio italiano) Mensagem sobre Prazer

"Casa e serás feliz uma semana; mata um porco e serás feliz um mês; sê padre e serás feliz a vida toda."
( Frases e Pensamentos de Provérbio polonês) Mensagem sobre Provérbios

"Comer sentado aumenta nossas dimensões; comer em pé nos torna fortes."
( Frases e Pensamentos de Provérbio Indú) Mensagem sobre Comida

"Para os erros alheios temos os olhos de um lince; para os nossos próprios, os olhos de uma toupeira."
( Frases e Pensamentos de Provérbio da Boêmia) Mensagem sobre Provérbios

"Quando estás certo, ninguém se lembra; quando estás errado, ninguém esquece."
( Frases e Pensamentos de Provérbio irlandês) Mensagem sobre Provérbios

A boca de uma mulher nunca tira férias.
( Frases e Pensamentos de Provérbio crioulo) Mensagem sobre Provérbios

A dor é a companheira indesligável do prazer.
( Frases e Pensamentos de Provérbio italiano) Mensagem sobre Prazer

A generosidade consiste em dar antes de ser solicitado
( Frases e Pensamentos de Provérbio árabe) Mensagem sobre Provérbios

A honra é um vestido transparente.
( Frases e Pensamentos de Provérbio espanhol) Mensagem sobre Provérbios


Palavras mais buscadas...

ação (3) aconchego (1) acreditar (3) adeus (1) água (8) Alexandre (3) alimentação viva (4) alimento (5) alma (8) alunos (2) amadurecer (3) amar (10) amazônia (12) amigo (14) amigos (9) amizade (8) amor (60) amoral (4) andar (2) ano (2) Apego (10) aprender (4) aproveite (1) Arapoty (1) aristóteles (4) as sete leis (2) ascendente (2) astrologia (25) atitude (6) auto-estima (3) ayurveda (5) batalha (3) beijo (4) beleza (6) bem (6) boca (7) Brasil (17) brasileiros (14) brincar (5) buda (5) busca (2) calma (2) caminhada (2) caminho (6) camisola (1) cancer (5) câncer (4) capricórnio (5) característica (3) carentes (2) carinho (6) casa (5) casal (3) casamento (6) causo (5) cérebro (9) certo (3) chakras (3) china (3) chorar (5) ciclo (2) cigarro (2) cinema (2) coisas impossíveis (2) comer (5) competição (4) conforto (2) confúcio (2) conhecimento (5) consciência (11) conto popular (6) controvérsia (3) cor (12) Cora Coralina (2) coração (13) coragem (3) corpo (18) crenças (6) culpa (7) cura (4) Dalai Lama (2) decorar (12) depressão (8) desabafo (3) desamor (3) desapego (17) destino (12) Deus (16) dia (7) dicas (6) dificuldade (3) dignidade (3) dinheiro (10) ditado (9) ditados populares (5) dito (5) doação (3) doença (11) dor (7) dosha (4) ego (7) emoção (4) emocional (4) emoções (3) energia (10) equilíbrio (3) erro (4) esperança (2) espiritual (7) estilo (2) estória (10) ética (3) ético (4) evolução (7) falar (6) família (11) fazer (3) felicidade (28) feliz (18) festa (4) filho (4) filme (2) filosofia (6) filósofo (3) flor (12) floral (12) flores (14) fofoca (6) frase (30) frases (19) Gandhi (2) gay (3) hábito (5) harmonia (4) hatha yoga (2) heroína (2) história (11) homem (15) honestidade (2) humanidade (5) humano (19) humilde (2) humor (6) idade (6) ignorância (6) imagem (2) incapaz (2) inteligência (7) japão (2) jovem (4) Kaká Werá (3) lábios (2) laranja (3) leão (6) legais (2) legumes (2) lenda (24) lendas (18) liberdade (6) limites (2) língua (3) livre (3) lorota (5) louco (7) loucura (8) luz (3) mãe (3) mágoa (5) mágoas (6) Mahatma Gandhi (3) mal (6) mantra (2) mãos (2) matuto (2) medicina (5) médico (3) Meditação (10) meditar (4) medo (13) mensagem (9) mente (5) mentira (34) mentiras (4) moksha (3) momentos (4) Monge (2) monja coen (2) moral (4) morrer (9) morte (9) motivação (4) mulher (15) mulheres (5) mundo (7) música (6) namoro (3) natal (3) natural (2) natureza (15) nova (2) nutrientes (2) o bem amado (2) obsessiva (3) Odorico (4) orgulho (5) oriental (2) otimista (2) paciência (4) pais (4) paixão (5) palavra (14) palavras (8) Paraguaçu (4) Paris (2) paz (10) pecado (3) pecados capitais (2) peixes (6) pensamento (8) perdoar (3) pererê (2) pergunta (3) persistência (3) personalidade (6) pés (2) Pessoa (4) piadas (2) pior (3) planeta (14) platão (4) poder (3) política (3) político (6) popular (10) populares (4) português (3) positivo (4) prazer (5) prem (2) prem baba (3) preocupação (3) presente (4) problemas (4) professor (5) profissional (3) promessa (2) prosperidade (2) provérbio (23) psicólogo (3) qualidade (2) raiva (4) realidade (22) refletir (2) refrigerante (3) regente (12) rei (2) relação (4) relacionamento (6) relacionamentos (5) religião (5) respeito (4) responsabilidade (9) resposta (5) rico (3) rir (8) riso (5) rosto (2) sabedoria (14) saber (5) saci (3) sagrado (2) sangue (2) Santidade (2) saudade (3) saudável (3) saúde (15) segredo (3) sensatez (2) sensível (2) sentimento (14) sexo (18) sexual (3) Sigmund Freud (2) significados (2) signo (26) signos (26) silêncio (5) sinceridade (3) sincero (2) sindrôme (2) síndrome (2) social (3) sociedade (6) sócrates (3) sofrer (3) sofrimento (3) solidão (5) solidariedade (3) sonhar (4) sorrir (4) sorriso (4) sorvete (2) stress (4) sucesso (5) Sucupira (4) suicídio (3) tempo (12) terapia (3) terra (2) Tibete (2) TPM (4) trabalho (9) transformação (3) travesso (2) triste (3) tristeza (11) tumores (2) universo (3) útil (2) velho (4) velhos (3) veneno (2) verdade (43) vício (2) vícios (3) vida (44) vinyasa yoga (2) virgem (5) virtude (3) vitamina (2) vitória (3) vivência (2) viver (18) voluntário (2) Zen (4)