Frases soltas por aí... no mundo!!

Mostrando postagens com marcador conto popular. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador conto popular. Mostrar todas as postagens

domingo, 1 de setembro de 2013

PROVÉRBIOS DO MÊS DE SETEMBRO


Setembro é o nono mês do ano no calendário gregoriano, tendo a duração de 30 dias. Setembro deve o seu nome à palavra latina septem (sete), dado que era o sétimo mês do calendário romano, que começava em Março. Na Grécia Antiga, Setembro chamava-se Boedromion.
Em 22 ou 23 de Setembro, o Sol cruza o equador celeste rumo ao sul; é o equinócio de setembro, começo do outono no Hemisfério Norte e da primavera no Hemisfério Sul.


“Em Setembro tem Deus a mesa posta.”
 
“Em Setembro, andando e comendo.”
 
“Quem planta no S. Miguel, vai à horta quando quer.”
 
“Se em Setembro a cigarra cantar, não compres trigo para guardar.”
 
“Em Setembro, cara de poucos amigos e manhã de figos.”
 
“Para vindimar deixa o Setembro acabar.”
 
“Em Setembro ardem os montes e secam as fontes.”
 
“Em tempo de figos não há amigos.”
 
“Vindima molhada, pipa depressa despejada.”
 
“Águas verdadeiras, por S. Mateus (dia 21) as primeiras.”
 
“Em Setembro planta, colhe e cava que é mês para tudo.”
 
“S. Miguel soalheiro enche o celeiro.”
 
“Agosto tem a culpa, e Setembro leva a fruta.”

“Nuvens em Setembro: chuva em Novembro e neve em Dezembro.”

“Setembro, ou seca as fontes ou leva as pontes.”

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Sociedade Protetora dos Saci-Pererê




Participe da Sociedade Protetora dos Saci-Pererê!!

Essa Sociedade tem o objetivo de proteger esse jovenzinho, que além de discriminado... não é mais visto com tanta freqüência... portanto... ajude-nos!!

Conte estórias, causos e ajudê-nos a "mantê-lo vivo" em nossas memórias!

Uma breve biografia deste jovem:

O Saci-Pererê é uma lenda do folclore brasileiro e originou-se entre as tribos indígenas do sul do Brasil.

Possui apenas uma perna, usa um gorro vermelho e sempre está com um cachimbo na boca. 

Inicialmente, o saci era retratado como um curumim endiabrado, com duas pernas, cor morena, além de possuir um rabo típico.

Com a influência da mitologia africana, o saci se transformou em um negrinho que perdeu a perna lutando capoeira, além disso, herdou o pito, uma espécie de cachimbo e ganhou da mitologia européia, um gorrinho vermelho.

Preste bastante antenção, acho que foi por isso que você não o capturou: Após a captura, deve-se retirar o capuz da criatura para garantir sua obediência e prendê-lo em uma garrafa.
Entendeu????


A Lenda do Saci data do fim do século XVIII. Durante a escravidão, as amas-secas e os caboclos-velhos assustavam as crianças com os relatos das travessuras dele. Seu nome no Brasil é origem Tupi Guarani. Em muitas regiões do Brasil, o Saci é considerado um ser brincalhão enquanto que em outros lugares ele é visto como um ser maligno.
É uma criança, um negrinho de uma perna só que fuma um cachimbo e usa na cabeça uma carapuça vermelha que lhe dá poderes mágicos, como o de desaparecer e aparecer onde quiser. Existem 3 tipos de Sacis: O Pererê, que é pretinho, O Trique, moreno e brincalhão e o Saçurá, que tem olhos vermelhos. Ele também se transforma numa ave chamada Matiaperê cujo assobio melancólico dificilmente se sabe de onde vem.
Ele adora fazer pequenas travessuras, como esconder brinquedos, soltar animais dos currais, derramar sal nas cozinhas, fazer tranças nas crinas dos cavalos, etc. Diz a crença popular que dentro de todo redemoinho de vento existe um Saci. Ele não atravessa córregos nem riachos. Alguém perseguido por ele, deve jogar cordas com nós em sem caminho que ele vai parar para desatar os nós, deixando que a pessoa fuja.
Diz a lenda que, se alguém jogar dentro do redemoinho um rosário de mato bento ou uma peneira, pode capturá-lo, e se conseguir sua carapuça, será recompensado com a realização de um desejo.
Nomes comuns: Saci-Cererê, Saci-Trique, Saçurá, Matimpererê, Matintaperera, etc. 


Origem Provável: Os primeiros relatos são da Região Sudeste, datando do Século XIX, em Minas e São Paulo, mas em Portugal há relatos de uma entidade semelhante. Este mito não existia no Brasil Colonial.
Entre os Tupinambás, uma ave chamada Matintaperera, com o tempo, passou a se chamar Saci-pererê, e deixou de ser ave para se tornar um caboclinho preto de uma só perna, que aparecia aos viajantes perdidos nas matas.
Também de acordo com a região, ele sofre algumas modificações: 
Por exemplo, dizem que ele tem as mãos furadas no centro, e que sua maior diversão é jogar uma brasa para o alto para que esta atravesse os furos. Outros dizem que ele faz isso com uma moeda.
Há uma versão que diz que o Caipora, é seu Pai.
Dizem também que ele, na verdade eles, um bando de Sacis, costumam se reunir à noite para planejarem as travessuras que vão fazer.


Ele tem o poder de se transformar no que quiser. Assim, ora aparece acompanhado de uma horrível megera, ora sozinho, ora como uma ave.
Diz também a lenda, que os Sacis nascem em brotos de bambus, nestes eles vivem sete anos e após esse tempo, vivem mais setenta e sete para atentar a vida dos humanos e animais.

Os avós falavam que quando sumia alguma coisa da gente lá na fazenda, era o saci que tinha escondido....algumas nunca mais achamos mesmo. 
Dizem que, depois que os sacis morrem, viram um cogumelo venenoso ou uma orelha de pau.
Fala Tio Barnabé, personagem de Monteiro Lobato:
O saci é um diabinho de uma perna só que anda solto pelo mundo, armando reinações de toda sorte: azeda o leite, quebra pontas das agulhas, esconde as tesourinhas de unha, embaraça os novelos de linha, faz o dedal das costureiras cair nos buracos, bota moscas na sopa, queima o feijão que está no fogo, gora os ovos das ninhadas. Quando encontra um prego, vira ele de ponta pra riba para que espete o pé do primeiro que passa. Tudo que numa casa acontece de ruim é sempre arte do saci. Não contente com isso, também atormenta os cachorros, atropela as galinhas e persegue os cavalos no pasto, chupando o sangue deles. O saci não faz maldade grande, mas não há maldade pequenina que não faça.

O que se fala: 
  1. É um duende idealizado pelos indígenas brasileiros como apavorante guardião das florestas. A princípio ele era um curumim perneta, de cabelos avermelhados, encantador de crianças e adultos que perturbava o silêncio das matas. 
  2. Em contato com o elemento africano e a superstição dos brancos, recebeu o cognome de Taperê, Pererê Sá Pereira, etc. Tornou-se negro, ganhou um gorro vermelho e um cachimbo na boca. Em alguns lugares, como às margens do rio São Francisco, adquiriu duas penas e a personalidade de um demônio rural que faz travessuras e gosta de enganar pessoas. É o famoso Romão ou Romãozinho. 
  3. Na zona fronteiriça ao Paraguai ele é um anão do tamanho de um menino de 7 a 8 anos, que gosta de roubar criaturas dos povoados e largá-las em lugar de difícil acesso. Talvez devido aos vestígios culturais trazidos pelos bandeirantes em suas andanças pelo sul do Brasil, o saci mineiro recebeu, além dessas qualidades do "Yaci-Yaterê" guarani, um bastão, laço ou cinto, que usa como a "vara de condão" das fadas européias. Sincretizado freqüentemente como o capeta, tem medo de rosários e de imagens de santos. Quando quer desaparecer, transforma-se num corrupio de vento.

Sociedade Protetora dos Saci-Pererê: https://www.facebook.com/groups/saciperere/



quarta-feira, 21 de setembro de 2011

DITADOS POPULARES ENGRAÇADOS



·         Às vezes é melhor ficar quieto e deixar que pensem que você é um idiota do que abrir a boca e não deixar nenhuma dúvida. 
·         Antes tarde do que mais tarde. 
·         O salário-mínimo deveria se chamar gorjeta máxima. 
·         Se um homem bate na mesa e grita, está impondo controle. Se uma mulher faz o mesmo, está perdendo o controle. 
·         Onde há fumaça, há FEBEM. 
·         Eu queria morrer como o meu avô, dormindo tranqüilo, e não gritando desesperadamente, como os quarenta passageiros do ônibus que ele dirigia! 
·         Quantos guarda-chuvas você já perdeu? Quantos você já achou?  Para onde será que eles vão? 
·         Diga-me com quem andas que eu te direi se vou contigo. 
·         O pior cego é aquele que não quer ver, não quer comer, não quer trabalhar, enfim, não quer fazer p… nenhuma!! 
·         Porque ‘já’ quer dizer agora, e ‘já, já’ quer dizer daqui a pouco? 
·         Que contradição: para desligar o computador clica-se no menu ‘iniciar’. 
·         O sonho acabou, mas ainda tem pão doce! 
·         Canela: dispositivo para encontrar objetos no escuro! 
·         Eu cavo, tu cavas, ele cava, nós cavamos, vós cavais, eles cavam… Não é bonito, mas é profundo. 
·         Chocolate não engorda, quem engorda é você! 
·         Mate-se de estudar e serás um cadáver culto. 
·         Não sou um completo inútil… Ao menos sirvo de mau exemplo. 
·         Errar é humano. Colocar a culpa em alguém, então, nem se fala. 
·         O importante não é saber, mas ter o telefone de quem sabe! 
·         Não leve a vida tão a sério, afinal ninguém sairá vivo dela. 
·         Deixei a bebida. O ruim é que não lembro onde. 
·         Existe um mundo melhor, mas é caríssimo! 
·         A mulher que não tem sorte com os homens não sabe a sorte que tem. 
·         Trabalhar nunca matou ninguém, mas… Por que arriscar? 
·         Há duas palavras que abrem muitas portas: Puxe e empurre.

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Ditados Populares e seus significados!




Frases Populares, ou Expressões Populares:


São palavras e frases que na sua grande maioria, têm a função comparativa com diversos assuntos, como animais, modo de agir, modo de pensar. O que difere o "Ditado" da "Frase popular" é que este último, serve de alerta ao futuro, e não apenas julga na ocasião do acontecimento como faz a frase.



  • Memória de elefante: O elefante lembra de tudo o que aprende, motivo por que é uma das principais atrações do circo. Por isso, dizem que as pessoas que lembram de tudo (até mesmo as magrinhas!) tem a memória de elefante.                                                           
  • Dormir com as galinhas: A expressão significa deitar-se cedo, logo ao anoitecer, como fazem as galinhas.
  • Acordar com as galinhas: A expressão significa acordar cedo, como fazem as galinhas.
  • Estômago de avestruz: Aquele que come qualquer coisa. O estômago do avestruz é dotado de um poderoso suco gástrico que é capaz de dissolver até metais.
  • Lágrimas de crocodilo: É uma expressão bastante usada para se referir a choro fingido. O crocodilo, quando ingere um alimento, faz forte pressão contra o céu da boca, comprimindo as glândulas lacrimais. Assim, ele "chora" enquanto devora uma vítima.    
  • O canto do cisne: São as últimas realizações de alguém. Antigamente dizia-se que o cisne emitia um lindo canto quando estava prestes a morrer.
  • Abraço de tamanduá: Sinônimo de traição ou deslealdade. O tamanduá se deita de barriga para cima e abre seus braços. O inimigo, ao se aproximar, é surpreendido por um forte abraço, que o esmaga.
  • Olhos de lince: Os filhotes só abrem os olhos com dez dias de vida. Em compensação, quando crescem, os linces têm uma visão apurada. Os povos mais antigos acreditam que esses animais conseguiam enxergar através das paredes. Ter olhos de lince significa enxergar longe.
  • Osso duro de roer : Coisa difícil de resolver
  • Dar nó em pingo d'água: Ser capaz de se sair de todas as dificuldades.         
  • Remar contra a maré ou Remar contra a correnteza: Tentar fazer uma coisa e tudo der errado.
  • Dar a mão a palmatória: aceitar que errou.
  • Pintar o 7: fazer bagunça.
  • Dar com os burros n'água: Fazer muito esforço para conseguir algo e acabar perdendo tudo de forma banal.
  • Colocar a carroça na frente dos bois: Significa fazer alguma coisa da forma errada.
  • Criança traquina : Buliçosa; travessa; peralta, pestinha.
  • Amigo da onça: Diz da pessoa, ou amigo, que é falsa.              
  • Ficar chupando dedo: Ficar somente com a vontade de fazer alguma coisa.
  • Cabeça martelando: Quando a pessoa esta com muitos problemas, ou com dor de cabeça.




Ditados: Servem de advertência e as vezes apresenta um 


sentido construtivo:
  • Antes só do que mal acompanhado: antes a pessoa ficar sozinha do que acompanhada de uma pessoa ruim.
  • Quem mistura-se com porcos, farelo come: Quem acompanha pessoa de índole ruim,acaba se tornando igual a ela.
  • Cada macaco no seu galho: Cada pessoa no seu devido lugar.       
  • De grão em grão, a galinha enche o papo: Aos poucos se consegue atingir um objetivo.
  • Deus escreve certo por linhas tortas: Deus consegue estabelecer a verdade por mais difícil que pareça ser.
  • Cavalo dado, não se olha os dentes: um objeto dado não se olha o valor.
  • Quem fala de mais, dá bom dia a cavalo: Algumas pessoas conversam tudo da própria vida se arrependendo depois.                              
  • Um dia da caça, o outro é do caçador: Num dia as pessoas tem sorte,no outro não.
  • Quem casa, quer casa: A pessoa quando se casar, ela quer uma casa própria.
  • Quando um burro fala, o outro murcha a orelha: quando uma pessoa fala a outra se cala.
  • Uma andorinha só, não faz Verão: Em certas ocasiões uma pessoa sozinha não resolve o problema.                                                                          

terça-feira, 7 de abril de 2009

Provérbios e Frases Feitas - interpretações

  • A porca torce o rabo > A esposa do suíno contorce o tendão caudal.
  • A vaca foi pro brejo > Sentido do caminhar adotado pela fêmea de bovino em direção de região plana contendo lâmina de água de 0,3 a 1,5m.
  • Cavalo dado não se olha os dentes > Bucéfalo de oferenda não se perquire a conformação odôntica.
  • Chorar de barriga cheia > Verter secreção lacrimal em plenitude gástrica
  • Conversa mole prá boi dormir > Tertúlias flácidas para bovino conciliar o sono
  • Tirar o cavalinho da chuva > Retirar o filhote de eqüino da perturbação pluviométrica.
  • Nem que a vaca tussa > Excluir a possibilidade de que a vaca venha a eximir espasmos pulmonares.

quarta-feira, 11 de março de 2009

Metáforas

Estatuto do homem e da vida.
A quem pertence um presente?
Conhece-te a ti mesmo
A mensagem no anel
Jóias devolvidas
Relacionamentos
O poço e a pedra
O mundo e o homem
Saiba viver
Um irmão como esse
Camelo, Leão e Criança
Quando me amei de verdade...
Significados
Vida de elefante
As colheres de cabo comprido
O Vaso de porcelana
Aconteceu nas Olimpíadas de Seattle
A arte de julgar os outros
O livro da vida
25 dicas para a vida e para ser mais feliz.
Julgamento
A arte de comunicar-se
Tudo depende só de mim
A estrela do mar
A vida muda, quando você muda
Lençol sujo
A fábula do burro
O pedreiro
A história do lápis
Eco da Vida
Temperamento
Fraquezas
Os monges e o Rio
Barulho de carroça
Persistência X Mudanças
Milho de pipoca
O sapato
O Risco de viver
Porque cães não vivem tanto quanto as pessoas
A Bomba d'água
Guerreiros
O rato e a ratoeira
Uma pescaria inesquecível
Correr Riscos
A vida
Os olhos de quem vê
A parábola da rosa
A caverna
A lição do fogo
Palco da Vida
Bryan
Atalhos em nossas vidas
A águia
Um presente inesquecível
O segredo da felicidade
O verdadeiro amor
Perdoar Sempre
O Vestido Azul
O Bambu Chinês
Os cinco macacos
O furo no barco
Chama da alma
Lenda Árabe
Tem tubarão no tanque!
Lenda Chinesa
O sábio e a borboleta azul


Palavras mais buscadas...

ação (3) aconchego (1) acreditar (3) adeus (1) água (8) Alexandre (3) alimentação viva (4) alimento (5) alma (8) alunos (2) amadurecer (3) amar (10) amazônia (12) amigo (14) amigos (9) amizade (8) amor (60) amoral (4) andar (2) ano (2) Apego (10) aprender (4) aproveite (1) Arapoty (1) aristóteles (4) as sete leis (2) ascendente (2) astrologia (25) atitude (6) auto-estima (3) ayurveda (5) batalha (3) beijo (4) beleza (6) bem (6) boca (7) Brasil (17) brasileiros (14) brincar (5) buda (5) busca (2) calma (2) caminhada (2) caminho (6) camisola (1) cancer (5) câncer (4) capricórnio (5) característica (3) carentes (2) carinho (6) casa (5) casal (3) casamento (6) causo (5) cérebro (9) certo (3) chakras (3) china (3) chorar (5) ciclo (2) cigarro (2) cinema (2) coisas impossíveis (2) comer (5) competição (4) conforto (2) confúcio (2) conhecimento (5) consciência (11) conto popular (6) controvérsia (3) cor (12) Cora Coralina (2) coração (13) coragem (3) corpo (18) crenças (6) culpa (7) cura (4) Dalai Lama (2) decorar (12) depressão (8) desabafo (3) desamor (3) desapego (17) destino (12) Deus (16) dia (7) dicas (6) dificuldade (3) dignidade (3) dinheiro (10) ditado (9) ditados populares (5) dito (5) doação (3) doença (11) dor (7) dosha (4) ego (7) emoção (4) emocional (4) emoções (3) energia (10) equilíbrio (3) erro (4) esperança (2) espiritual (7) estilo (2) estória (10) ética (3) ético (4) evolução (7) falar (6) família (11) fazer (3) felicidade (28) feliz (18) festa (4) filho (4) filme (2) filosofia (6) filósofo (3) flor (12) floral (12) flores (14) fofoca (6) frase (30) frases (19) Gandhi (2) gay (3) hábito (5) harmonia (4) hatha yoga (2) heroína (2) história (11) homem (15) honestidade (2) humanidade (5) humano (19) humilde (2) humor (6) idade (6) ignorância (6) imagem (2) incapaz (2) inteligência (7) japão (2) jovem (4) Kaká Werá (3) lábios (2) laranja (3) leão (6) legais (2) legumes (2) lenda (24) lendas (18) liberdade (6) limites (2) língua (3) livre (3) lorota (5) louco (7) loucura (8) luz (3) mãe (3) mágoa (5) mágoas (6) Mahatma Gandhi (3) mal (6) mantra (2) mãos (2) matuto (2) medicina (5) médico (3) Meditação (10) meditar (4) medo (13) mensagem (9) mente (5) mentira (34) mentiras (4) moksha (3) momentos (4) Monge (2) monja coen (2) moral (4) morrer (9) morte (9) motivação (4) mulher (15) mulheres (5) mundo (7) música (6) namoro (3) natal (3) natural (2) natureza (15) nova (2) nutrientes (2) o bem amado (2) obsessiva (3) Odorico (4) orgulho (5) oriental (2) otimista (2) paciência (4) pais (4) paixão (5) palavra (14) palavras (8) Paraguaçu (4) Paris (2) paz (10) pecado (3) pecados capitais (2) peixes (6) pensamento (8) perdoar (3) pererê (2) pergunta (3) persistência (3) personalidade (6) pés (2) Pessoa (4) piadas (2) pior (3) planeta (14) platão (4) poder (3) política (3) político (6) popular (10) populares (4) português (3) positivo (4) prazer (5) prem (2) prem baba (3) preocupação (3) presente (4) problemas (4) professor (5) profissional (3) promessa (2) prosperidade (2) provérbio (23) psicólogo (3) qualidade (2) raiva (4) realidade (22) refletir (2) refrigerante (3) regente (12) rei (2) relação (4) relacionamento (6) relacionamentos (5) religião (5) respeito (4) responsabilidade (9) resposta (5) rico (3) rir (8) riso (5) rosto (2) sabedoria (14) saber (5) saci (3) sagrado (2) sangue (2) Santidade (2) saudade (3) saudável (3) saúde (15) segredo (3) sensatez (2) sensível (2) sentimento (14) sexo (18) sexual (3) Sigmund Freud (2) significados (2) signo (26) signos (26) silêncio (5) sinceridade (3) sincero (2) sindrôme (2) síndrome (2) social (3) sociedade (6) sócrates (3) sofrer (3) sofrimento (3) solidão (5) solidariedade (3) sonhar (4) sorrir (4) sorriso (4) sorvete (2) stress (4) sucesso (5) Sucupira (4) suicídio (3) tempo (12) terapia (3) terra (2) Tibete (2) TPM (4) trabalho (9) transformação (3) travesso (2) triste (3) tristeza (11) tumores (2) universo (3) útil (2) velho (4) velhos (3) veneno (2) verdade (43) vício (2) vícios (3) vida (44) vinyasa yoga (2) virgem (5) virtude (3) vitamina (2) vitória (3) vivência (2) viver (18) voluntário (2) Zen (4)