Frases soltas por aí... no mundo!!

Vídeos legais

Loading...
Mostrando postagens com marcador felicidade. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador felicidade. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

VOCÊ É UM SUCESSO? PARA QUEM?


O cenário é mais ou menos esse: amigo formado em comércio exterior que resolveu largar tudo para trabalhar num hostel em Morro de São Paulo, amigo com cargo fantástico em empresa multinacional que resolveu pedir as contas porque descobriu que só quer fazer hamburger, amiga advogada que jogou escritório, carrão e namoro longo pro alto para voltar a ser estudante, solteira e andar de metrô fora do Brasil, amiga executiva de um grande grupo de empresas que ficou radiante por ser mandada embora dizendo “finalmente vou aprender a surfar”.

Você pode me dizer “ah, mas quero ver quanto tempo eles vão aguentar sem ganhar bem, sem pedir dinheiro para os pais.”. Nada disso. A onda é outra. Venderam o carro, dividem apartamento com mais 3 amigos, abriram mão dos luxos, não ligam de viver com dinheiro contadinho. O que eles não podiam mais aguentar era a infelicidade.
Engraçado pensar que o modelo de sucesso da geração dos nossos avós era uma família bem estruturada. Um bom casamento, filhos bem criados, comida na mesa, lençóis limpinhos. Ainda não havia tanta guerra de ego no trabalho, tantas metas inatingíveis de dinheiro. Pessoa bem sucedida era aquela que tinha uma família que deu certo.

E assim nossos avós criaram os nossos pais: esperando que eles cumprissem essa grande meta de sucesso, que era formar uma família sólida. E claro, deu tudo errado. Nossos pais são a geração do divórcio, das famílias reconstruídas (que são lindas, como a minha, mas que não são nada do que nossos avós esperavam). O modelo de sucesso dos nossos avós não coube na vida dos nossos pais. E todo mundo ficou frustrado.



Então nossos pais encontraram outro modelo de sucesso: a carreira. Trabalharam duro, estudaram, abriram negócios, prestaram concurso, suaram a camisa. Nos deram o melhor que puderam. Consideram-se mais ou menos bem sucedidos por isso: há uma carreira sólida? Há imóveis quitados? Há aplicações no banco? Há reconhecimento no meio de trabalho? Pessoa bem sucedida é aquela que deu certo na carreira.

E assim nossos pais nos criaram: nos dando todos os instrumentos para a nossa formação, para garantir que alcancemos o sucesso profissional. Nos ensinaram a estudar, investir, planejar. Deram todas as ferramentas de estudo e nós obedecemos. Estudamos, passamos nos processos seletivos, ocupamos cargos. E agora? O que está acontecendo?



Uma crise nervosa. Executivos que acham que seriam mais felizes se fossem tenistas. Tenistas que acham que seriam mais felizes se fossem bartenders. Bartenders que acham que seriam mais felizes se fossem professores de futevolei.

Percebemos que o sucesso profissional não nos garante a sensação de missão cumprida. Nem sabemos se queremos sentir que a missão está cumprida. Nem sabemos qual é a missão. Nem sabemos se temos uma missão. Quem somos nós?



Nós valorizamos o amor e a família. Mas já estamos tranquilos quanto a isso. Se casar tudo bem, se separar tudo bem, se decidir não ter filhos tudo bem. O que importa é ser feliz. Nossos pais já quebraram essa para a gente, já romperam com essa imposição. Será que agora nós temos que romper com a imposição da carreira?

Não está na hora de aceitarmos que, se alguém quiser ser CEO de multinacional tudo bem, se quiser trabalhar num café tudo bem, se quiser ser professor de matemática tudo bem, se quiser ser um eterno estudante tudo bem, se quiser fazer brigadeiro para festas tudo bem?
Afinal, qual o modelo de sucesso da nossa geração?



Será que vamos continuar nos iludindo achando que nossa geração também consegue medir sucesso por conta bancária? Ou o sucesso, para nós, está naquela pessoa de rosto corado e de escolhas felizes? Será que sucesso é ter dinheiro sobrando e tempo faltando ou dinheiro curto e cerveja gelada? Apartamento fantástico e colesterol alto ou casinha alugada e horta na janela? Sucesso é filho voltando de transporte escolar da melhor escola da cidade ou é filho que você busca na escolinha do bairro e pára para tomar picolé de uva com ele na padaria?



Parece-me que precisamos aceitar que nosso modelo de sucesso é outro. Talvez uma geração carpe diem. Uma geração de hippies urbanos. Caso contrário não teríamos tanta inveja oculta dos amigos loucos que “jogaram diploma e carreira no lixo”. Talvez- mera hipótese- os loucos sejamos nós, que jogamos tanto tempo, tanta saúde e tanta vida, todo santo dia, na lata de lixo.

Por Ruth Manus


sexta-feira, 12 de abril de 2013

O respeito, a valorização, a importância das pessoas.


Há uma "tribo" africana que tem um costume muito bonito.

Quando alguém faz algo prejudicial e errado, eles levam a pessoa para o centro da aldeia, e toda a tribo vem e o rodeia. Durante dois dias, eles vão dizer ao homem todas as coisas boas... que ele já fez.

A tribo acredita que cada ser humano vem ao mundo como um ser bom, cada um de nós desejando segurança, amor, paz, felicidade.

Mas às vezes, na busca dessas coisas, as pessoas cometem erros. A comunidade enxerga aqueles erros como um grito de socorro.

Eles se unem então para erguê-lo, para reconectá-lo com sua verdadeira natureza, para lembrá-lo quem ele realmente é, até que ele se lembre totalmente da verdade da qual ele tinha se desconectado temporariamente:"Eu sou bom".

Sawabona Shikoba!


SAWABONA, é um cumprimento usado na África do Sul e quer dizer:
"EU TE RESPEITO, EU TE VALORIZO, VOCÊ É IMPORTANTE PRA MIM".

Em resposta as pessoas dizem SHIKOBA,que é:
"ENTÃO, EU EXISTO PRA VOCÊ".

terça-feira, 26 de março de 2013

A felicidade é amor, só isto


-                  a felicidade é amorQuanto mais envelhecia, quanto mais insípidas me pareciam as pequenas satisfações que a vida me dava, tanto mais claramente compreendia onde eu deveria procurar a fonte das alegrias da vida. Aprendi que ser amado não é nada, enquanto amar é tudo.
O dinheiro não era nada, o poder não era nada. Vi tanta gente que tinha dinheiro e poder, e mesmo assim era infeliz.
A beleza não era nada. Vi homens e mulheres belos, infelizes, apesar de sua beleza.
Também a saúde não contava tanto assim. Cada um tem a saúde que sente.
Havia doentes cheios de vontade de viver e havia sadios que definhavam angustiados pelo medo de sofrer.
A felicidade é amor, só isto.
Feliz é quem sabe amar. Feliz é quem pode amar muito.
Mas amar e desejar não é a mesma coisa.
O amor é o desejo que atingiu a sabedoria.
O amor não quer possuir.
O amor quer somente amar.
Hermann Hesse

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Fórmula da felicidade



Felicidade = 35% de genética + 15% das circunstâncias + 50% de vontade própria.


Não, você não aprendeu essa fórmula na escola, mas ela é mais procurada do que qualquer Lei de Newton. Segundo o norte-americano Martin Seligman, trata-se da equação para ser feliz.

O método está descrito no livro Authentic happiness, em que o psicólogo tenta oferecer postulados para a bonança. Para começar, Seligman defende que o primeiro fator encontra-se em nosso DNA. Isso significa que cada um herda certo nível de felicidade, ou seja, não seremos nem mais nem menos felizes do que a carga genética deixada pelos nossos pais “permitir”.

Enquanto a primeira variável da equação relaciona-se às determinações dos genes, a próxima está ligada às heranças culturais e ambientais. Por exemplo, quem nunca ouviu brasileiros dizerem que foram para Londres e ficaram deprimidos com uma cidade tão cinza? Ou em como alguém se divertiria se ganhasse na loteria?

Clima, nível econômico, vida social e até religião formam as chamadas “circunstâncias externas”. Ou seja, tudo aquilo que não depende nem faz parte de você, mas que age diretamente na sua maneira de ver e sentir o mundo.

Então quer dizer que a felicidade é como a sorte: adquirida? Não, pois o restante da equação contemplaa motivação do indivíduo e tudo o que ele pode fazer para alcançar a sua própria satisfação. Para isso, Seligman, como bom autor de autoajuda, propõe uma série de exercícios: o pensamento positivo, a eliminação dos rancores e até o autoelogio.


Ranking da felicidade


Recentemente, a ONU publicou um estudo que lista os países mais felizes do mundo. O Brasil está em 25º lugar. No topo doranking estão Dinamarca, Noruega, Finlândia e Holanda, enquanto Togo, Benin, Serra Leoa e República Centro-Africana figuram no fim da lista.

O que também chama a atenção é o fato de que o abismo social se reproduziu inclusive em termos emocionais. Isso seria um indício de que dinheiro realmente traz felicidade?

Para o blogueiro Daniel Duclos, brasileiro que está vivendo na alegre Amsterdã há quatro anos, o material não encerra totalmente a questão. "Viver em um país rico é mais importante do que ser rico", defende.

Daniel diz que a Holanda oferece ao cidadão toda a infraestrutura de que ele precisa para viver: saúde pública, leis trabalhistas, baixa corrupção. A partir daí, fica mais fácil conquistar um bom emprego, ter uma família e fazer coisas que dão prazer. "É mais difícil ser feliz se sua vida está ameaçada", conclui o blogueiro.

 


Alcançando a felicidade


A terapeuta Denise Passos sente-se incomodada com a chamada fórmula da felicidade. Não por discordar da influência que a genética, o ambiente e a motivação têm no espírito das pessoas. O problema estaria na tentativa de engessar algo que é totalmente volátil.

"Felicidade é um processo – inclusive no tempo. Não dá para ser formulável, porque ela não é permanente nem como conceito", afirma Denise. Basta refletir: o que uma mulher contemporânea deseja alcançar não é a mesma coisa que gostaria a mulher nos anos 1960 e, provavelmente, isso será diferente daqui a algumas décadas.

Então, por que há tantos especialistas, livros e estudos prometendo a felicidade? Para Denise, essa oferta é apenas uma consequência do tempo em que vivemos: "Debate-se felicidade como se fosse a compra de um produto. A princípio, nossa sociedade nos deixa inseguros e complexados para, depois, fazer uma fórmula e tentar vender o segredo para ser feliz – algo que já é naturalmente nosso".


O caminho é você


A felicidade pode ser insólita, mas existe, e não só em momentos de pequenos prazeres, como ao comer um chocolate ou receber um beijo de quem você ama.

Denise acredita que alcançar a plenitude acontece justamente quando a alegria se torna o caminho, e não o objetivo. Para isso, é necessário lidar com o oposto: a frustração.

"Não dá para se livrar do sofrimento, mas é possível gerenciá-lo e caminhar com ele", explica a terapeuta. Ou seja, chegar ao fim do ano sem ter conquistado o objetivo que havia traçado não pode ser motivo para desânimo. Simplesmente compreenda por que não conseguiu realizá-lo, acolha a frustração e, no próximo de ano, comece de novo!


quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Simpatias para passagem de ano e ter dinheiro!!




  1. Roupa branca: Indicada para se ter um ano inteiro de paz.
  2. Roupa amarela ou dourada: Usar calcinha ou cueca nova dessa cor chama dinheiro.
  3. Roupa vermelha: (Qualquer peça ou mesmo esmalte de unhas) para se ter muita energia e ânimo no novo ano.
  4. Roupa verde: (Qualquer peça) atrai saúde e a renovação da vida e dos ciclos.
  5. Coma 12 uvas verdes exatamente a meia noite, mentalize o ano inteiro com muito dinheiro. Depois guarde as sementes juntamente com uma folha de louro dentro da carteira. Para os portugueses, comer 3, 7 ou a quantidade correspondente ao seu número de sorte garante prosperidade e fartura de alimentos. Para garantir também dinheiro, guarde as sementes na carteira ou na bolsa, até a troca do próximo Ano-Novo.
  6. LENTILHAS: uma colher de sopa é suficiente para assegurar um ano inteiro de muita fatura à mesa. A origem desta supertição é italiana e foi trazida para o Brasil pelos imigrantes.
  7. ROMÃS: para atrair dinheiro, coma sete partes, guardando as sementes na carteira. 
  8. CARNE DE PORCO: deve ser o prato principal da ceia, servida à meia-noite. Como o porco fuça pra frente, garante armários cheios o ano todo. Evite o peru, que cisca para trás. 
  9. NOZES, AVELÃS, CASTANHAS E TÂMARAS: estas, trazidas para cá pelos imigrantes de origem árabe, são recomendadas para garantir fartura.
  10. Em uma folha de papel branco escreva o seu nome completo ou, se caso você esteja fazendo a simpatia para outra pessoa, deve colocar o nome dela. Embaixo do nome, você deve colocar o nome da empresa na qual deseja trabalhar e também a seguinte frase: “Obrigado por ter me ajudado nesta missão, lhe agradeço, pois conseguirei essa vitória graças a você, meu Anjo de Luz”. Guarde o papel dentro de sua carteira de trabalho e mantenha o pensamento positivo.
  11. Compre uma vela amarela, e mentalize as suas realizações financeiras, seu aumento de salário, as contas pagas, a poupança cheia, tudo isto com a vela entre as sobrancelhas, como um terceiro olho. Depois, acenda a vela e deixe queimar toda. Jogue o que restar na raiz de uma árvore bem bonita. 
  12. Vá até uma praia e leve sete rosas brancas, sete moedas de mesmo valor, perfume de alfazema e champanhe. Faça uma oração para Iemanjá que protege seus fiéis, com saúde, amor e dinheiro o ano todo, conte sete ondas, então jogue as flores no mar. Depois despeje a champanhe na água, oferecendo aos orixás que têm força no mar. Lave as moedas com o perfume e coloque-as na mão direita. Mergulhe a mão e peça proteção financeira. Deixe cair seis moedas no mar e fique com uma para você, ela será seu amuleto o ano inteiro. 
  13. UMA NOTA DE DINHEIRO DENTRO DO SAPATO: os orientais dizem que a energia entra no nosso corpo pelos pés. Vai daí, o dinheiro no sapato atrai mais e mais riquezas. 
  14. LENÇÓIS NOVOS: a dica é especial para recém-casados. Dizem que os lençóis novos, na primeira noite de ano, deixam as possíveis ameaças do ano passado na máquina de lavar. 
  15. PULAR SÓ COM O PÉ DIREITO. Você estará atraindo boas coisas para a sua vida, pois, segundo a Bíblia, tudo que está à direita é bom. 
  16. JOGAR MOEDAS, da rua para dentro de casa (se você mora no térreo, por favor). Dizem que atrai riqueza para todos que moram no lugar.           
  17. No mar, pular 7 ondas.
  18. DAR TRÊS PULINHOS, com uma taça de champanhe na mão, sem derramar uma gota. Depois, jogar todo o champanhe para trás, de uma vez só, sem olhar. Você deixa para trás tudo de ruim. E não se preocupe em molhar os outros: quem for atingido pelo champanhe terá sorte garantida o ano todo. 
  19. SUBIR NUM DEGRAU numa cadeira, enfim, em qualquer coisa num nível mais alto. Diz o folclore que isso dá impulso a sua vontade de subir na vida. Comece, é claro, com o pé direito. 
  20. FAZER BARULHO: é uma forma de afugentar os maus espíritos que os povos antigos praticavam. Vale apito, batucada, bater panelas, desde que seja exatamente à meia-noite. Dizem que não há mal que resista. 
  21. As portas e janelas das casas devem estar abertas, as luzes acesas. Ainda é de bom agouro ficar acordado. 
  22. Há ainda o belo costume de receber o Ano Novo com fogos de artifícios, sinos tocando e muita música, tudo à meia-noite. Enfim os desejos, pedidos, simpatias e sonhos sonhados.
  23. PARA TER SAÚDE E DINHEIRO O ANO TODO: Para começar o ano "com o pé direito", temos de estabelecer um elo entre nossa vontade e as altas forças cósmicas que governam o universo. Uma forma de ter paz o ano todo, conservar a saúde boa, aumentar o dinheiro e preservar a harmonia no lar é garantida pela simpatia das três rosas brancas.
    Tomamos três rosas brancas, de brancura indiscutível, e as colocamos em um vaso branco ou de vidro transparente - que nunca tenha sido usado antes. Juntamos dentro dele seis moedas e uma cebolinha. Colocamos água e deixamos ficar assim durante sete dias.
    Depois dos sete dias, trocamos a água, tiramos a cebolinha e também trocamos as rosas. Só deixamos ficar as moedas.
    Essa prática deve ser feita de sete em sete dias, de preferência nas sextas-feiras, o ano todo. Quem assim agir terá paz, dinheiro, saúde e harmonia em seu lar.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

7 coisas lógicas a serem feitas...

1 - Faça as pazes com o seu passado, para que não estrague o seu presente.


2 - O que os outros pensam de si, não lhes diz respeito.


3 - O tempo cura quase tudo, dê tempo ao tempo.


4 - Ninguém é a razão da sua felicidade. Algumas pessoas contribuem, mas você é a razão.


5 - Evite a comparação com os outros, você nem imagina os contornos da caminhada da vida deles.


6 - Pare com o pensamento excessivo, ninguém está na posse de todas as respostas.


7 - Sorria, alegre-se, você não está na posse de todos os problemas do mundo.


quinta-feira, 28 de junho de 2012

O homem mais feliz do mundo


Em Laboratórios de todo mundo, o estudo do cérebro entrou numa fase detalhada que permite hoje se chegar a conclusões sobre o grau de felicidade das pessoas e estes esforços levaram os pesquisadores a surpreendentes análises comparativas.

Nos acostumamos (fomos condicionados) a crer que a felicidade é uma espécie de competição olímpica onde é vitorioso quem possui mais, domina, comanda e sente através de coisas.
Segundo um recente experimento científico o homem mais feliz do Mundo hoje é um indivíduo que vive em uma cela de dois por dois, não é dono nem executivo de nenhuma companhia da Fortune 500, não vive dependente de celular, nem dirige uma BMW, não veste roupa de Armani nem Hugo Boss, desconhece tanto o Prozac como o Viagra ou Ecstasy e sequer toma Coca-Cola.
Em suma: O Homem Mais Feliz do Planeta é um homem que prescinde de dinheiro, competições profissionais, vida sexual e popularidade. Seu nome é Matthieu Ricard, francês, ocidental por nascimento, budista por convicção e o único entre centenas de voluntários da pesquisa cujo cérebro não só alcançou a máxima qualificação de felicidade prevista pelos métodos científicos, como superou por completo o “felizômetro”.
Os 256 sensores e dezenas de ressonâncias magnéticas aos quais Ricard se submeteu ao longo de vários anos, para validar o experimento não mentem:
Ali onde o nível dos simples mortais é muito alto – estresse, medo, frustração – no cérebro de Ricard, essas sensações simplesmente não existem. Mas ao contrário, onde a maioria demostrou baixíssimos níveis – Satisfação e Plenitude Social – Ricard superou todos os índices, dando origem ao titulo de “Homem Mais Feliz do Planeta”. Os cientistas nunca encontraram alguém “tão feliz” e afirmam: em medições quantificáveis, Ricard é mesmo o Homem mais feliz da terra.
O paradoxo do caso não é o fato de ser um homem tão feliz e sim como chegou a sê-lo, se desprendendo de tudo aquilo em que os ocidentais supõem ser a raiz da felicidade: dinheiro, posses, consumo, consumo, consumo…
E não é que Ricard seja alheio a tudo isso. Ele fez Doutorado em genética molecular e trabalhou ao lado do Prêmio Nobel de Medicina François Jacob. Além de ser filho de Jean François Revel (recém-falecido), um famoso filósofo e membro Emérito da Academia Francesa.
Mas nada o deslumbrava e não se sentia pleno.
Com o mundo do sucesso material a sua frente, e, a ponto de converter-se numa eminência científica, um dia, fortemente impressionado com a filosofia oriental, decidiu mudar o rumo da sua vida. Dedicou-se à meditação, tornou-se discípulo do mestre tibetano Rinpoche, foi para o Himalaia, adotou o caminho dos monges e iniciou uma nova vida a partir do zero.
Hoje é um dos maiores estudiosos do clássico tibetano, é assessor e braço direito do DALAI LAMA e tem doado milhões de euros – produto da venda de seus livros – a monastérios e obras de caridade.
Porém isso não é a causa, mas a consequência de sua felicidade.
A causa para esse resultado devemos buscar em outro lugar, diz o chefe do estudo, Richard J. Davidson, e não é nenhum mistério ou graça divina:
Se chama “plasticidade mental”. É a capacidade humana de modificar fisicamente o cérebro por meio dos pensamentos que escolhemos ter. Da mesma forma que os músculos do corpo, o cérebro desenvolve e fortalece os neurônios mais utilizados. Os pensamentos negativos provocam maior atividade no córtex direito do cérebro e consequentemente maior ansiedade, depressão e hostilidade. Em outras palavras: maior infelicidade auto gerada. Por outro lado, quem desenvolve bons pensamentos e também uma visão amorosa da vida, exercita o seu córtex esquerdo, elevando as emoções prazerosas e a felicidade.
Ainda do Dr. Davidson: “o resultado desse estudo pode mudar por completo a visão que temos do cérebro humano. São enormes as suas implicações.
“Entre estados de meditação, as ondas cerebrais permanecem intensas sugerindo que é possível treinar o cérebro a controlar as emoções, mudando a estrutura da própria mente”. A meditação frequente pode modificar as funções cerebrais de forma durável.
“Tudo indica que o cérebro pode ser treinado na idade adulta e até alterar sua organização interna, algo que experiências com músicos também já tinham demonstrado”.

Ricard adverte que não se trata de decidir ver a vida cor de rosa, de um dia para o outro, mas de trabalhar sistematicamente para debilitar os músculos da infelicidade, que tanto teimamos em fortalecer, acreditando sermos vítimas do passado, dos pais ou do nosso meio. E, paralelamente, começar a exercitar os músculos mentais que nos fazem absoluta e diretamente responsáveis por nossa própria felicidade.
Admite que seu caminho não seja mais do que um entre muitos e afirma que ser feliz necessariamente passa pela mudança de deixarmos de culpar aos outros pela nossa infelicidade e buscarmos a causa em nossa própria mente.
“Viver as experiências que a vida nos oferece é obrigatório, porém sofrer com elas ou desfrutá-las é opcional”.

segunda-feira, 4 de junho de 2012

15 coisas para abrir mão e ser feliz



Aqui está uma lista de 15 coisas que, se você abrir mão, vai tornar sua vida muito mais 
fácil e muito, muito feliz. 


Nos agarramos a tantas coisas que nos causam uma grande quantidade de estresse, dor e sofrimento - e, em vez de desistir de todas elas, em vez de permitir-nos a ser livres de estresse e felizes - nos apegamos a eles. Não mais. A partir de hoje vamos desistir de todas aquelas coisas que não nos servem mais, e vamos aceitar a mudança. Pronto? Aqui vamos nós:
                                  



1. Desista da sua necessidade de estar sempre certo. Há tantos de nós que não podem suportar a ideia de estarem errados - querem ter sempre razão - mesmo correndo o risco de acabar com grandes relacionamentos ou causando uma grande dose de estresse e dor, para nós e para os outros. E não vale a pena. Sempre que você sentir a necessidade "urgente" de saltar em uma briga sobre quem está certo e quem está errado, pergunte a si mesmo: "Eu preferiria estar certo, ou eu prefiro ser gentil?" Wayne Dyer. Que diferença isso vai fazer? É o seu ego realmente tão grande?

                                      

2. Desista da sua necessidade de controle. Esteja disposto a desistir de sua necessidade de sempre controlar tudo o que acontece com você e ao seu redor - situações, eventos, pessoas, etc. Se eles são entes queridos, colegas de trabalho, ou apenas estranhos que você encontra na rua - apenas permita que eles sejam. Permita tudo e todos de serem exatamente como eles são e você verá o quão melhor isso o fará sentir.

"Ao abrir mão tudo é feito. O mundo é ganho por quem se desapega. Mas quando você tentar e tentar. O mundo está além da vitória." -Lao Tzu

                                

3. Desista da culpa. Desista de sua necessidade de culpar os outros pelo que você tem ou não tem, pelo que você sente ou não sente. Pare de abrir mão de seus poderes e comece a tomar responsabilidade pela sua vida.
 

                                             

4. Desista do seu discurso auto-destrutivo. Oh meu. Quantas pessoas estão se machucando por causa de sua negativa, poluída e repetitiva mentalidade derrotista? Não acredite em tudo que sua mente está dizendo a você - especialmente se ela é negativa e autodestrutiva. Você é melhor do que isso.

"A mente é um instrumento excelente, se usado corretamente. Usado de forma errada, no entanto, torna-se muito destrutiva." -Eckhart Tolle

                              

5. Desista de suas crenças limitantes sobre o que pode ou não pode fazer, sobre o que é possível ou impossível. A partir de agora, você não vai mais permitir que suas crenças limitantes o mantenham preso no lugar errado. Abra suas asas e voe!

"Uma crença não é uma ideia realizada pela mente, é uma ideia que mantém a mente." -Elly Roselle

6. Desista de se queixar. Desista da sua constante necessidade de reclamar sobre as muitos, muitos coisas, pessoas, situações, acontecimentos que o fazem infeliz, triste e deprimido. Ninguém pode fazer você infeliz, nenhuma situação pode fazê-lo triste ou infeliz a menos que você o deixe. Não é a situação que desencadeia esses sentimentos em você, mas como você escolhe olhar para ela. Nunca subestime o poder do pensamento positivo.
7. Desista do luxo de criticar. Desista da sua necessidade de criticar coisas, acontecimentos ou pessoas que são diferentes de você. Somos todos diferentes, mas somos todos iguais. Nós todos queremos ser felizes, todos nós queremos amar e ser amados e todos nós queremos ser compreendidos. Nós todos queremos algo, e algo é desejado por todos nós.

                                  

8. Desista da sua necessidade de impressionar os outros. Pare de tentar tanto ser algo que você não é só para fazer os outros gostarem de você. Não funciona dessa maneira. O momento que você parar de se esforçar tanto para ser algo que você não é, no momento em que tirar todas as suas máscaras, no momento em que aceitar e abraçar o seu verdadeiro eu, você vai descobrir que as pessoas serão atraídas para você, sem esforço.

9. Desista da sua resistência à mudança. Mudar é bom. Mudança vai ajudá-lo a se mover de A para B. Mudança irá ajudá-lo a fazer melhorias em sua vida e também nas vidas daqueles ao seu redor. Siga sua felicidade, abrace a mudança - não resista a ela.

"Siga sua felicidade e o universo vai abrir portas para você onde só haviam paredes" -Joseph Campbell

                     

10. Desista dos rótulos. Pare de rotular as coisas, pessoas ou eventos que você não entende como sendo estranhos ou diferentes e tente abrir a sua mente, pouco a pouco. Mentes só funciona quando abertas. 

"A mais elevada forma de ignorância é quando você rejeita algo que não sabe nada a respeito." -Wayne Dyer
                                   

11. Desista de seus medos. O medo é apenas uma ilusão, ele não existe - você o criou. Está tudo na sua mente. Corrija o interior e o exterior vai se harmonizar.

"O único medo que temos de temer é o próprio medo." -Franklin D. Roosevelt

12. Desista de suas desculpas. Mande-os arrumarem suas coisas e diga-lhes que estão demitidas. Você não precisa mais delas. Muitas vezes nos limitamos por causa das muitas desculpas que usamos. Em vez de crescer e trabalhar para melhorar a nós mesmos e nossas vidas, ficamos presos, mentindo para nós mesmos, usando todo o tipo de desculpas - desculpas que 99,9% das vezes não são sequer reais.

                            

13. Desista do passado. Eu sei, eu sei. É difícil. Especialmente quando o passado parece muito melhor do que o presente e o futuro parece tão assustador, mas você tem que levar em consideração o fato de que o momento presente é tudo que você tem e tudo que você vai ter. O passado que você está desejando - o passado que agora você está sonhando - foi ignorado por você quando ele era presente. Pare de se iludir. Esteja presente em tudo que você faz e aproveite a vida. Afinal a vida é uma viagem não um destino. Tenha uma visão clara para o futuro, prepare-se, mas sempre esteja presente no agora.

14. Desista do apego. Este é um conceito que, para a maioria de nós é tão difícil de entender e eu tenho que dizer-lhe que era para mim também, (ainda é), mas não é algo impossível. Você fica melhor e melhor com o tempo e prática. O momento que você separar-se de todas as coisas, (e isso não significa que você desista do seu amor por elas - porque o amor e o apego não têm nada a ver um com o outro, o apego vem de um lugar de medo, enquanto o amor ... bem, o amor real é amável, puro, onde há amor não pode haver medo, e por causa disso, o apego e o amor não podem coexistir), você tornar-se tão calmo, tão tolerante, tão amável e tão sereno. Você vai chegar a um lugar onde vai ser capaz de compreender todas as coisas, sem sequer tentar. Um estado além das palavras.

                                



15. Desista de viver a sua vida às expectativas de outras pessoas. Pessoas demais estão vivendo uma vida que não é delas para viver. Elas vivem suas vidas de acordo com o que os outros pensam que é melhor para elas, vivem suas vidas de acordo com o que seus pais pensam que é melhor para elas, para o que seus amigos, seus inimigos e seus professores, seu governo e a mídia acham que é melhor para elas . Elas ignoram a sua voz interior, aquele chamado interior. Elas estão tão ocupadas agradando todo mundo, vivendo à altura das expectativas de outras pessoas, que perdem o controle sobre suas vidas. Elas esquecem o que os torna felizes, o que elas querem, o que elas precisam .... e, eventualmente, se esquecem de si mesmos. Você tem uma vida - esta aqui e agora - você deve vivê-la, possuí-la e, especialmente, não deixe que as opiniões alheias o distraiam de seu caminho.




Devidamente copiado e compartilhado da amiga Fernanda Basso.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Desejos sinceros





Desejo a você sol o suficiente para que continue a ter essa atitude radiante.

Desejo a você chuva o suficiente para que possa apreciar mais o sol.


Desejo a você felicidade o suficiente para que mantenha o seu espírito alegre.


Desejo a você dor o suficiente para que as menores alegrias na vida pareçam muito maiores.


Desejo a você que ganhe o suficiente para satisfazer os seus desejos materiais.


Desejo a você perdas o suficiente para apreciar tudo que possui.


Desejo a você 'alôs' em número suficiente para que chegue ao adeus final.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Glória, Glória, aleluia....





Glória era uma milionária de berço e muito gostosa.

Um dia, Glória descobriu que o seu pai era viado. Descontente da vida, incapaz de aceitar a situação, resolveu se matar mas, não podia se matar como qualquer outra criatura, afinal, ela, Glória, era milionária e ficar se atirando de qualquer viaduto ou ponte, cortando pulsos ou tomando formicida era coisa de suicida pobre. Ela queria se matar com classe, de forma diferente. 


Mandou, pois, aprontar o jatinho da família e só com o piloto se mandou para o céu. Pretendia se atirar lá de cima. Durante o vôo enquanto se preparava para o salto fatal, ela foi indagada pelo piloto a respeito do gesto extremo que ia executar, e chorando, contou a ele o que ocorria: 


- Papai é viado, não consigo conviver com essa vergonha e vou me matar mesmo. 


Vislumbrando uma possibilidade, já que ele sempre havia cobiçado aquela mulher, o piloto sugeriu que eles fizessem sexo antes dela se matar. 


Glória concordou, afinal, para quem ia morrer, não custava nada quebrar o galho de um humilde piloto que se declarara tão apaixonado por ela. 


E assim foi. Piloto automático e... aleluia!!! 


Glória gostou tanto do rapaz que desistiu de se matar. 


Qual é a moral da história? 




GLÓRIA DEU NAS ALTURAS
E O PAI NA TERRA AOS HOMENS DE BOA VONTADE!

sábado, 28 de janeiro de 2012

Liberdade é necessário!




Liberdade é necessário!  Como Evitar a Possesividade no Relacionamento.

Um relacionamento é feito de altos e baixos. Quando duas pessoas se conhecem e se apaixonam, geralmente, no começo tudo é lindo e tranqüilo, só amor e felicidade. Com o passar do tempo, a rotina e a intimidade, em vez de ajudarem o casal a ficar mais unido, ela pode também acabar com uma relação que não for comedida.

A proximidade entre um casal vai além do dia-a-dia, além de morar, dormir e viver junto. É preciso respeitar o espaço do outro. O que acontece com muita freqüência é o querer controlar a vida do companheiro. Tanto da parte dos homens quanto das mulheres. A base de tudo deve ser a confiança.





Na primeira vez em que você tenta controlar os passos do parceiro, ele pode até não perceber, mas consecutivamente isto se torna previsível. Toda vez em que ele demorar meia hora a mais para chegar em casa e você não aceitar a sua justificativa, afirmando que estava em um compromisso qualquer, o homem para se proteger irá criar uma história aceitável. Se ele diz a verdade e a parceira não aceita, gera aí um desentendimento. Se ele mente e ela suspeita ou descobre a verdade, gera também um desentendimento.

É preciso ter limites. Superproteger uma relação assim pode ter efeitos contrários. É difícil para quem sente ciúmes da pessoa amada deixar que ela siga por onde desejar, livremente. Porém, isso é o que vai fazer com que o parceiro acredite que você confia nele. Não o pressione. Muito menos invente situações para que ele sinta ciúmes e você revide com uma mentira. Isso levaria seu relacionamento direto para o final, aos poucos. Ninguém consegue fingir o tempo todo, por isso mude suas atitudes verdadeiramente.





Quando o amor entre o casal é verdadeiro, as vidas seguem o rumo certo. Não é preciso estar as 24 horas do dia grudado um no outro. As pessoas livres que se importam com quem as amam sempre voltarão.

Postado no Blog Toda perfeita



quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Por que somos loucos?



Muita gente nos chama de "loucos" pelas escolhas de nossos caminhos! Pesquisando no pai dos burros (dicionários) - hoje a internet - a conclusão que nos chamam corretamente sem nem pensar!



O que representa a carta do Arcano do Louco no Tarot? Ela representa o princípio, a espontaneidade, a fé e a aparente tolice. A interpretação do Arcano "O louco" diz que ele inicia uma nova fase e inicia um novo caminho, ele expande seus horizontes, entra em uma aventura, sai para uma jornada rumo ao desconhecido. Ele é espontâneo e vive o momento, não possuir expectativas, faz o inesperado, age por impulso, não possui limites, tem um sentimento de despreocupação.

O Louco tem fé, confiança no fluxo da vida, permanece aberto, não se importa com aborrecimentos e medos, ele se sente protegido e amado, readquiriu a inocência, é crédulo, aceita suas escolhas, toma o caminho "do tolo", é sua própria verdade e acredita nos desejos de seu coração.


"A experiência do Louco ultrapassa os limites, como esta Arcano é o único sem número, significa liberdade, ele olha para o infinito e com isso, mostra que a vida é muito mais do que vemos e a felicidade pode estar além das aparências da vida quotidiana. Isso quer dizer que muitas vezes nos preocupamos com coisas superficiais e não percebemos o que realmente é importante. Deve-se aceitar que você é um aprendiz da vida." 








A caminhada do Louco é espiritual, é um caminho diferente dos anteriores que proporciona crescimento e evolução. Em sua loucura livre ele olha para e o infinito e mostra que a vida é
muito mais do que vemos e a felicidade pode estar além das aparências da vida quotidiana. Isso quer dizer que muitas vezes nos preocupamos com coisas superficiais e não percebemos o que realmente é importante.


"A letra hebraica que representa o Louco é o – SHIM, SCHIN ou SIM – símbolo do mistério das transformações. Representa estágios atravessados em uma jornada de descobrimento do significado da vida. Ter o segredo das riquezas, ser sempre seu senhor e nunca o escravo. Saber gozar mesmo da pobreza e jamais cair na abjeção nem na miséria."


Alguém se reconhece????


Somos realmente LOUCOS, com muito orgulho! Rs



Ocorreu um erro neste gadget

Palavras mais buscadas...

ação (3) aconchego (1) acreditar (3) adeus (1) água (8) Alexandre (3) alimentação viva (4) alimento (5) alma (8) alunos (2) amadurecer (3) amar (10) amazônia (12) amigo (14) amigos (9) amizade (8) amor (60) amoral (4) andar (2) ano (2) Apego (10) aprender (4) aproveite (1) Arapoty (1) aristóteles (4) as sete leis (2) ascendente (2) astrologia (25) atitude (6) auto-estima (3) ayurveda (5) batalha (3) beijo (4) beleza (6) bem (6) boca (7) Brasil (17) brasileiros (14) brincar (5) buda (5) busca (2) calma (2) caminhada (2) caminho (6) camisola (1) cancer (5) câncer (4) capricórnio (5) característica (3) carentes (2) carinho (6) casa (5) casal (3) casamento (6) causo (5) cérebro (9) certo (3) chakras (3) china (3) chorar (5) ciclo (2) cigarro (2) cinema (2) coisas impossíveis (2) comer (5) competição (4) conforto (2) confúcio (2) conhecimento (5) consciência (11) conto popular (6) controvérsia (3) cor (12) Cora Coralina (2) coração (13) coragem (3) corpo (18) crenças (6) culpa (7) cura (4) Dalai Lama (2) decorar (12) depressão (8) desabafo (3) desamor (3) desapego (17) destino (12) Deus (16) dia (7) dicas (6) dificuldade (3) dignidade (3) dinheiro (10) ditado (9) ditados populares (5) dito (5) doação (3) doença (11) dor (7) dosha (4) ego (7) emoção (4) emocional (4) emoções (3) energia (10) equilíbrio (3) erro (4) esperança (2) espiritual (6) estilo (2) estória (10) ética (3) ético (4) evolução (7) falar (6) família (11) fazer (3) felicidade (28) feliz (18) festa (4) filho (4) filme (2) filosofia (6) filósofo (3) flor (12) floral (12) flores (14) fofoca (6) frase (30) frases (19) Gandhi (2) gay (3) hábito (5) harmonia (4) hatha yoga (2) heroína (2) história (11) homem (15) honestidade (2) humanidade (5) humano (19) humilde (2) humor (6) idade (6) ignorância (6) imagem (2) incapaz (2) inteligência (7) japão (2) jovem (4) Kaká Werá (3) lábios (2) laranja (3) leão (6) legais (2) legumes (2) lenda (24) lendas (18) liberdade (6) limites (2) língua (3) livre (3) lorota (5) louco (7) loucura (8) luz (3) mãe (3) mágoa (5) mágoas (6) Mahatma Gandhi (3) mal (6) mantra (2) mãos (2) matuto (2) medicina (5) médico (3) Meditação (10) meditar (4) medo (13) mensagem (9) mente (5) mentira (34) mentiras (4) moksha (3) momentos (4) Monge (2) monja coen (2) moral (4) morrer (9) morte (9) motivação (4) mulher (15) mulheres (5) mundo (7) música (6) namoro (3) natal (3) natural (2) natureza (15) nova (2) nutrientes (2) o bem amado (2) obsessiva (3) Odorico (4) orgulho (5) oriental (2) otimista (2) paciência (4) pais (4) paixão (5) palavra (14) palavras (8) Paraguaçu (4) Paris (2) paz (10) pecado (3) pecados capitais (2) peixes (6) pensamento (8) perdoar (3) pererê (2) pergunta (3) persistência (3) personalidade (6) pés (2) Pessoa (4) piadas (2) pior (3) planeta (14) platão (4) poder (3) política (3) político (6) popular (10) populares (4) português (3) positivo (4) prazer (5) prem (2) prem baba (3) preocupação (3) presente (4) problemas (4) professor (5) profissional (3) promessa (2) prosperidade (2) provérbio (23) psicólogo (3) qualidade (2) raiva (4) realidade (22) refletir (2) refrigerante (3) regente (12) rei (2) relação (4) relacionamento (6) relacionamentos (5) religião (5) respeito (4) responsabilidade (8) resposta (5) rico (3) rir (8) riso (5) rosto (2) sabedoria (14) saber (5) saci (3) sagrado (2) sangue (2) Santidade (2) saudade (3) saudável (3) saúde (15) segredo (3) sensatez (2) sensível (2) sentimento (14) sexo (18) sexual (3) Sigmund Freud (2) significados (2) signo (26) signos (26) silêncio (5) sinceridade (3) sincero (2) sindrôme (2) síndrome (2) social (3) sociedade (6) sócrates (3) sofrer (3) sofrimento (3) solidão (5) solidariedade (3) sonhar (4) sorrir (4) sorriso (4) sorvete (2) stress (4) sucesso (5) Sucupira (4) suicídio (3) tempo (12) terapia (3) terra (2) Tibete (2) TPM (4) trabalho (9) transformação (3) travesso (2) triste (3) tristeza (11) tumores (2) universo (3) útil (2) velho (4) velhos (3) veneno (2) verdade (43) vício (2) vícios (3) vida (44) vinyasa yoga (2) virgem (5) virtude (3) vitamina (2) vitória (3) vivência (2) viver (18) voluntário (2) Zen (4)
Ocorreu um erro neste gadget