Frases soltas por aí... no mundo!!

Mostrando postagens com marcador opinião. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador opinião. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

A ORIGEM DA BAIXARIA



Muitas vezes as pessoas sentem vontade de manifestar uma opinião pouco elevada sobre um grupo, seja ele um time rival, o partido oponente ou coisa parecida.
Nesse caso são usadas palavras de tom pejorativo, o que muitas vezes leva a discussões e coisas piores. Hoje lidaremos com as origens de algumas delas, recomendando que se pense nas consequências de um eventual uso.

RALÉ  -  aventa-se que venha do Francês ralée, “ida, partida”, em relação a uma ave de caça. Depois se teria aplicado à presa dessa ave e o significado daria ainda um passo, que seria o de designar os criados que desempenhavam as tarefas de lidar com as aves de caça.

ARRAIA-MIÚDA  -  vem do Árabe ar-rahya, “rebanho” e, por extensão, “povo, plebe”. A palavra  miúda está aí como intensificativo da ideia de “insignificante, sem valor”.

ESCÓRIA  -  do Grego skoria, “restos, resíduos” derivado de skor, “fezes, excremento”. Este desaforo é dos bons.

GENTALHA  -  de gente, do Latim gens, “povo, família, população”,  mais o sufixo pejorativo –alha, que veio do Latim –alia ou  -acula, um formador de substantivos femininos.

PATULEIA  -  aparentemente vem de patola, “tolo, pouco inteligente”, um derivado depato, ave que ainda não conta com nenhum Prêmio Nobel entre suas hostes.


POVARÉU  -  do Latim populus, “povo, gente”.

PLEBE  -  do Latim plebes, “povo, pessoas sem distinção que formavam as camadas mais baixas da sociedade”. Usa-se muito em moposição à ideia de “nobreza” ou de “elite”.

VULGO  -  do Latim vulgus, “gente comum, multidão”, com um significado muito semelhante ao de plebe. Daí derivou o adjetivo vulgar, “de qualidade inferior, de mau gosto”.

BANDO  -   do Latim bandus, “grupo de pessoas que foram banidas de um lugar”, isto é, que sofreram um ato legal de expulsão por seus crimes.
E banir vem do Germânico bannan, “proclamar, proibir, ordenar” e originalmente queria dizer “declarar em público”.
Deriva da base Indo-Europeia bha-, “falar”. O sentido evoluiu no Germânico de “falar” para “proibir, expelir, impedir” e passou ao nosso idioma através do Francês banir, “proclamar, condenar ao exílio”.

CANALHA  -  usa-se mais como desaforo individual, mas tem também o sentido de “grupo de gente desprezível, infame”. Vem do Latim canis, “cão”. Este, coitado, é o melhor amigo do homem mas tem que aguentar todos esses desaforos.

CÁFILA  -  do Árabe qâfila, “caravana”. Era comum as caravanas serem compostas por indivíduos de moral duvidosa, daí a fama.

SÚCIA  -  é uma alteração de sociedade, com intenção difamatória.

CORJA  -  do Malaio horchchu, “vintena”. De um designativo numeral passou a ser usado para uma quantidade de gente de baixo nível, mal-intencionada.

ESCUMALHA  -  do Frâncico skum, “sobrenadante, material que vem à tona ao se ferver algo”, com mistura do Latim spuma, “espuma”. Trata-se de material indesejável, que deve ser retirado e desprezado, o que proporciona um boa metáfora.


segunda-feira, 19 de novembro de 2012

EU ACHO... OU O ACHISMO!


Nem tudo o que pode ser contado conta, e nem tudo o que conta pode ser contado. - Albert Einstein

É a tendência em avaliar as situações segundo as próprias opiniões ou intenções, muitas vezes sem justificação. Também conhecida como a “cultura de fazer comentários sem propriedade, sem conhecimento, deduzir pela experiência pessoal algo que não tem certeza”.

Ex: Acho que não se deve correr riscos desnecessários, acho que vai dar certo...

Sinônimos:  pedantismo; 
Antônimos:
  certeza; conhecimento;
Relacionadas:  opinião; parecer; achar; tendência;



É o vício de responder tudo sem pesquisar antes e chutar a resposta.

O achismo é a tendência parapatológica de a consciência teorizar sem fundamento técnico e sem autovivência expressando excessivamente o ponto de vista teórico ou suposições sobre vários assuntos através da expressão eu acho que.

É uma resposta sem base em conhecimento ou informação. É inferir, supor... dizer algo sem se fundamentar.


Inspirado no positivismo, Durkheim (Émile Durkheim -  Epinal, 15/04/1858 - Paris, 15/11/ 1917 - considerado um dos pais da Sociologia moderna) queria romper com as ideias de senso comum (achismo) que interpretavam a realidade social de maneira vulgar e sem critério.

O Achismo nasce de um senso comum que seduz a mente preguiçosa ou cheia de tarefas. O princípio do Achismo é não "achar nada" porque alguém já disse que achou. Melhor ainda se for um profissional da mídia porque o suposto conhecimento dele, valida a nossa ignorância. Basta colocar uma hierarquia (cientista, advogado, jornalista, artistas, etc.) para nos sentirmos inferiores diante da 'competência' do fulano e seus argumentos, supostamente inteligentes. Ainda se lembra dos dados de analfabetismo acima?


Como podemos separar o que realmente é informação daquilo que se apresenta como puro Achismo e opinião emocional, desfocada dos fatos?

Com a Educação. E ficar atento com a mensagem por trás da informação. Para engolir é preciso mastigar. Portanto, mastigue primeiro.


Uma das mais conhecidas amantes do Achismo é a manipulação de massa. A outra é a mensagem subliminar (na sua forma negativa). Estas irmãzinhas são usadas hoje em praticamente todos os meios de comunicação (publicidade e propaganda, jornalismo, política e religião são os mais comuns) e ajudam a disseminar a praga do Achismo. Cuidado com elas.

Para fugir da armadilha do Achismo é preciso tempo e paciência. Tempo para encontrar as fontes honestas (elas existem) e paciência para conseguir separar o joio do trigo daquilo que realmente pode ser chamado de informação. O Achismo é extremamente sedutor porque vai buscar no seu comodismo e sentimentos de revolta, o laço que te prende na mensagem manipulada. Este é o recurso mais usado pelos medíocres jornalistas e apresentadores populares (você sabe quem são) e a mania das Teorias da Conspiração. Fuja de todos eles.


Jovens e a terceira idade são os principais alvos do Achismo na atualidade. Os jovens porque ainda estão procurando saber de tudo, a terceira idade porque muitos já não buscam saber mais de nada. E isso, é um fato infeliz e não um achismo meu.

Se você conseguiu ler este artigo até o final, existe uma responsabilidade te aguardando: o compromisso de lutar contra o Achismo generalizado. É uma guerra difícil de ser vencida por vários motivos (inclusive a falta de vontade para educar). Você acha que consegue? Ou tem certeza?

Quem acha, não tem certeza de nada!



Palavras mais buscadas...

ação (3) aconchego (1) acreditar (3) adeus (1) água (8) Alexandre (3) alimentação viva (4) alimento (5) alma (8) alunos (2) amadurecer (3) amar (10) amazônia (12) amigo (14) amigos (9) amizade (8) amor (60) amoral (4) andar (2) ano (2) Apego (10) aprender (4) aproveite (1) Arapoty (1) aristóteles (4) as sete leis (2) ascendente (2) astrologia (25) atitude (6) auto-estima (3) ayurveda (5) batalha (3) beijo (4) beleza (6) bem (6) boca (7) Brasil (17) brasileiros (14) brincar (5) buda (5) busca (2) calma (2) caminhada (2) caminho (6) camisola (1) cancer (5) câncer (4) capricórnio (5) característica (3) carentes (2) carinho (6) casa (5) casal (3) casamento (6) causo (5) cérebro (9) certo (3) chakras (3) china (3) chorar (5) ciclo (2) cigarro (2) cinema (2) coisas impossíveis (2) comer (5) competição (4) conforto (2) confúcio (2) conhecimento (5) consciência (11) conto popular (6) controvérsia (3) cor (12) Cora Coralina (2) coração (13) coragem (3) corpo (18) crenças (6) culpa (7) cura (4) Dalai Lama (2) decorar (12) depressão (8) desabafo (3) desamor (3) desapego (17) destino (12) Deus (16) dia (7) dicas (6) dificuldade (3) dignidade (3) dinheiro (10) ditado (9) ditados populares (5) dito (5) doação (3) doença (11) dor (7) dosha (4) ego (7) emoção (4) emocional (4) emoções (3) energia (10) equilíbrio (3) erro (4) esperança (2) espiritual (7) estilo (2) estória (10) ética (3) ético (4) evolução (7) falar (6) família (11) fazer (3) felicidade (28) feliz (18) festa (4) filho (4) filme (2) filosofia (6) filósofo (3) flor (12) floral (12) flores (14) fofoca (6) frase (30) frases (19) Gandhi (2) gay (3) hábito (5) harmonia (4) hatha yoga (2) heroína (2) história (11) homem (15) honestidade (2) humanidade (5) humano (19) humilde (2) humor (6) idade (6) ignorância (6) imagem (2) incapaz (2) inteligência (7) japão (2) jovem (4) Kaká Werá (3) lábios (2) laranja (3) leão (6) legais (2) legumes (2) lenda (24) lendas (18) liberdade (6) limites (2) língua (3) livre (3) lorota (5) louco (7) loucura (8) luz (3) mãe (3) mágoa (5) mágoas (6) Mahatma Gandhi (3) mal (6) mantra (2) mãos (2) matuto (2) medicina (5) médico (3) Meditação (10) meditar (4) medo (13) mensagem (9) mente (5) mentira (34) mentiras (4) moksha (3) momentos (4) Monge (2) monja coen (2) moral (4) morrer (9) morte (9) motivação (4) mulher (15) mulheres (5) mundo (7) música (6) namoro (3) natal (3) natural (2) natureza (15) nova (2) nutrientes (2) o bem amado (2) obsessiva (3) Odorico (4) orgulho (5) oriental (2) otimista (2) paciência (4) pais (4) paixão (5) palavra (14) palavras (8) Paraguaçu (4) Paris (2) paz (10) pecado (3) pecados capitais (2) peixes (6) pensamento (8) perdoar (3) pererê (2) pergunta (3) persistência (3) personalidade (6) pés (2) Pessoa (4) piadas (2) pior (3) planeta (14) platão (4) poder (3) política (3) político (6) popular (10) populares (4) português (3) positivo (4) prazer (5) prem (2) prem baba (3) preocupação (3) presente (4) problemas (4) professor (5) profissional (3) promessa (2) prosperidade (2) provérbio (23) psicólogo (3) qualidade (2) raiva (4) realidade (22) refletir (2) refrigerante (3) regente (12) rei (2) relação (4) relacionamento (6) relacionamentos (5) religião (5) respeito (4) responsabilidade (9) resposta (5) rico (3) rir (8) riso (5) rosto (2) sabedoria (14) saber (5) saci (3) sagrado (2) sangue (2) Santidade (2) saudade (3) saudável (3) saúde (15) segredo (3) sensatez (2) sensível (2) sentimento (14) sexo (18) sexual (3) Sigmund Freud (2) significados (2) signo (26) signos (26) silêncio (5) sinceridade (3) sincero (2) sindrôme (2) síndrome (2) social (3) sociedade (6) sócrates (3) sofrer (3) sofrimento (3) solidão (5) solidariedade (3) sonhar (4) sorrir (4) sorriso (4) sorvete (2) stress (4) sucesso (5) Sucupira (4) suicídio (3) tempo (12) terapia (3) terra (2) Tibete (2) TPM (4) trabalho (9) transformação (3) travesso (2) triste (3) tristeza (11) tumores (2) universo (3) útil (2) velho (4) velhos (3) veneno (2) verdade (43) vício (2) vícios (3) vida (44) vinyasa yoga (2) virgem (5) virtude (3) vitamina (2) vitória (3) vivência (2) viver (18) voluntário (2) Zen (4)